Dificuldade da rede Bitcoin cai 4,3%, a maior queda em 10 meses



A rede do Bitcoin (BTC) quebrou sua sequência de 10 meses, já que a dificuldade da rede registrou uma queda de 4,33%, chegando a 29,897 trilhões no momento da redação.

Anteriormente, a rede do Bitcoin testemunhara um evento histórico em 12 de maio, quando a dificuldade da rede atingiu o recorde histórico de 31,251 trilhões, no momento em que os mineradores mineravam quase 50.000 BTC dos 2 milhões de tokens restantes.

Enquanto a comunidade do Bitcoin comemorava a resiliência adicional da rede devido à crescente dificuldade de mineção de um bloco, a dificuldade da rede registrou uma queda de 4,33% – caindo de 31,251 trilhões para 29,897 trilhões em 26 de maio.

Como o Cointelegraph relatou em várias ocasiões, a dificuldade da rede do Bitcoin renovou consistentemente suas máximas históricas nos últimos dez meses, recuperando-se de uma queda maciça de 45,4% – de 25,046 trilhões em 29 de maio de 2021 para 13,673 trilhões em 22 de julho de 2021.

Desde então, a dificuldade de rede do Bitcoin testemunhou um crescimento total de 128,56%, atingindo seu recorde histórico. No entanto, apesar do declínio momentâneo de mais de 4%, o ecossistema BTC ainda é protegido pela rede blockchain mais segura.

Uma maior dificuldade de rede exige maior poder computacional para que sejam validadas e confirmadas transações na blockchain do BTC. Como resultado, isso evita que maus atores assumam o controle da rede, assumindo o controle sobre mais de 50% da taxa de hash e realizando ataques de gastos duplos.

O Cointelegraph Brasil entrevistou recentemente Dania Gonzalez, deputada da República de El Salvador, para entender melhor o impacto social da adoção do BTC como moeda legal.

De acordo com Gonzalez, El Salvador obteve lucros por meio de investimentos estratégicos em BTC e utilizou os novos recursos para viabilizar projetos como um hospital veterinário e uma escola pública.

“O que Nayib Bukele fez foi comprar Bitcoins e realizar lucros em um determinado momento estratégico”, disse ela.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...