Terra (LUNA) 2.0 é lançado de acordo com o plano de renascimento de Do Kwon



Do Kwon, cofundador e CEO do Terraform Labs, confirmou o relançamento da nova rede do Terra, o Terra 2.0, que quer trazer de volta à vida o ecossistema falido do Terra (LUNA) e do TerraUSD (UST).

O plano de renascimento de Kwon para o Terra envolve o hard fork da rede blockchain original e a reemissão de tokens LUNA para os investidores do projeto com base em um instantâneo antes que a espiral da morte detonasse o LUNA e o UST – resultando efetivamente em perdas irrecuperáveis para os investidores.

A rede principal Phoenix-1 está ativa agora e produzindo blocos – serviços de nós públicos, carteiras e exploradores devem entrar em operação em breve.

— Do Kwon (@stablekwon)

Nomeada de Phoenix-1, a rede principal do Terra 2.0 foi lançada hoje, 28 de maio, de acordo com a linha do tempo original definida pelos desenvolvedores do Terra, e começou a produzir blocos. Kwon também informou que serviços de nós públicos, carteiras e exploradores seguiriam a rede principal para entrar em operação logo depois.

Seguindo o plano da proposta original, que recomendava a emissão dos novos tokens LUNA para os investidores, Kown afirmou que os usuários agora devem poder ver os saldos dos novos tokens LUNA recém-emitidos:

“Para ver seus saldos de tokens $LUNA (ou $LUNA2 como algumas exchanges os chamam), você só precisa fazer login no Terra Station e atualizar a página.”

Além disso, os investidores que estão migrando pelo protocolo de comunicação inter-blockchain (IBC) são obrigados a criar uma carteira com o mesmo livro-razão e seguir as instruções fornecidas durante a criação da carteira.

Kown também compartilhou um link oficial através do qual os usuários podem visualizar seus saldos na carteira do Terra. Como o Cointelegraph relatou anteriormente, várias exchanges de criptomoedas apoiaram o relançamento do Terra, suportando o airdrop do novo token.

De acordo com o plano de revitalização, os usuários que anteriormente possuíam Terra Luna Classic (LUNC), TerraUSD Classic (USTC) e Anchor Protocol UST (aUST) são elegíveis para receber novos tokens.

Entre os vários ecossistemas de criptomoedas que se apresentaram para ajudar os projetos do Terra a voltarem à vida, a BNB Chain (BNB), da Binance, e a Polygon (MATIC) se comprometeram a fornecer investimento e suporte a projetos que estão considerando abandonar o ecossistema do Terra.

Falando ao Cointelegraph, Gwendolyn Regina, diretora de investimentos da BNB Chain, confirmou a intenção da empresa de integrar desenvolvedores proeminentes do ecossistema Terra:

“O ecossistema Terra tem muitos criadores e desenvolvedores talentosos, e nosso apoio visa ajudar esses projetos e equipes, abrigando-os na Rede BNB. Por isso, estamos simplesmente interessados em apoiar desenvolvedores e projetos para que eles não desperdiçem seu potencial futuro”.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...