Fundos de criptomoedas sob gestão caem para um nível não visto desde julho de 2021


Os produtos de investimento em ativos digitais tiveram saídas de US$ 141 milhões durante a semana encerrada em 20 de maio, uma medida que reduziu o total de ativos sob gestão (AUM) por fundos institucionais para US$ 38 bilhões, o nível mais baixo desde julho de 2021.

De acordo com a última edição do relatório semanal Digital Asset Fund Flows da CoinShare, o Bitcoin (BTC) foi o foco principal das saídas após sofrer um declínio de US$ 154 milhões na semana. A remoção dos fundos coincidiu com uma semana agitada de negociação que viu o preço do BTC oscilar entre US$ 28.600 e US$ 31.430.

Gráfico diário de BTC/USDT. Fonte: TradingView

Apesar da saída considerável, o fluxo de BTC no mês até maio permanece positivo em US$ 187,1 milhões, enquanto o valor acumulado no ano é de US$ 307 milhões.

Em uma nota mais positiva, a categoria multiativo de produtos de investimento conseguiu registrar um total de US$ 9,7 milhões em entradas na semana passada. Isso eleva a entrada total anual desses produtos para US$ 185 milhões, representando 5,3% do total de AUM.

A CoinShares apontou o aumento na volatilidade como uma possível fonte para o aumento das entradas em produtos de investimento em vários ativos, que podem ser vistos como “mais seguros em relação aos produtos de investimento de linha única durante períodos voláteis”. Até agora, em 2020, esses produtos de investimento sofreram apenas duas semanas de saídas.

Cardano (ADA) e Polkadot (DOT) lideraram as entradas de altcoin com aumentos de US$ 1 milhão cada, seguidos por US$ 700.000 em entradas no Ripple (XRP) e US$ 500.000 em Solana (SOL).

Fluxos por ativo durante a semana que termina em 20 de maio de 2022. Fonte: CoinShares

De todos os ativos cobertos, o Ethereum (ETH) teve o pior desempenho até agora este ano, com saídas de US$ 44 milhões no mês de maio, elevando seu valor acumulado no ano para US$ 239 milhões.

O fortalecimento do dólar continua a impactar o sentimento do mercado de criptomoedas

O interesse em declínio nos produtos de investimento em ativos digitais ocorre em meio ao cenário de fortalecimento do dólar, que tem sido “um dos fatores macro mais importantes que impulsionam os preços dos ativos nos últimos seis meses”, de acordo com a empresa de inteligência de mercado de criptomoedas Delphi Digital.

Gráfico semanal do ìndice do Dólar Americano. Fonte: Delphi Digital

Conforme mostrado no gráfico acima, o Índice do Dólar (DXY) subiu de 95 no início de 2022 para 102 em 23 de maio, um ganho acumulado no ano de 6,8%. Isso marca o movimento mais rápido ano a ano para o DXY na história recente e levou a um rompimento do intervalo em que estava preso nos últimos sete anos.

Delphi Digital disse,

“Essa força do DXY tem sido um empecilho consistente para o desempenho dos ativos de risco no mesmo período.”

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

VEJA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...