Lançamento da stablecoin fUSD e rumores do retorno de Cronje elevam o preço do Fantom (FTM)


Após uma forte alta de 2.000% no início de 2021, o preço do Fantom (FTM) desmoronou ao lado de várias altcoins e, embora a blockchain tenha uma capacidade impressionante, ainda não encontrou adoção em massa devido à falta de um caso de uso convincente. O preço do FTM atingiu uma alta histórica em US$ 3,46, apenas para cair para suas mínimas de mercado pré-alta abaixo de US$ 0,25 após o fracasso do projeto Solidly DeFi e a saída do desenvolvedor Andre Cronje.

Dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView mostram que, desde que caiu para US$ 0,238, o FTM subiu 119,23%, para US$ 0,5216 em 23 de maio.

Três razões para a tendência de alta no preço do FTM são o lançamento da primeira stablecoin nativa na rede Fantom, novas atualizações de protocolo e anúncios de parceria, que trazem novas funcionalidades para a rede, e especulações de que Andre Cronje está trabalhando com protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) na Fantom.

Fantom lança sua primeira stablecoin nativa

O desenvolvimento mais notável que ocorreu no ecossistema Fantom nas últimas semanas foi o lançamento do fUSD, a primeira stablecoin nativa da rede.

O lançamento do fUSD vem logo após o colapso do TerraUSD e procura capturar parte da fuga de capital da stablecoin algorítmica, oferecendo uma alternativa com garantia super-colateralizada.

Em 20 de maio, a Fantom Foundation divulgou uma atualização descrevendo o fator colateral máximo e o limite de cunhagem para cada forma de garantia suportada. A fundação também estabeleceu a recompensa de staking de fUSD em 11,3%

A atualização também incluiu detalhes sobre o staking líquido do Fantom, definindo um limite global de 150 milhões de sFTM (sFTM), removendo validadores para a lista daqueles elegíveis para cunhar sFTM e definindo uma relação empréstimo-valor (LTV) do FTM em 90 % para efeitos de cunhagem de sFTM.

Novas parcerias melhoram o sentimento para o FTM

Um punhado de atualizações recentes de protocolo e novas parcerias também ajudaram a impulsionar o Fantom, incluindo o lançamento do Snapsync, que permite que novos nós entrem rapidamente na rede.

Com a integração do Snapsync, o tempo de sincronização de novos nós pode ser reduzido de 24 para sete horas, ajudando a aumentar a confiabilidade da rede, melhorar a escalabilidade e criar um maior grau de descentralização.

A Fantom também anunciou que está atualmente em processo de lançamento do Gitcoin na rede Fantom para simplificar o processo de obtenção de subsídios para desenvolver no ecossistema Fantom.

A Fantom também fez parceria com Unmarshal e XP.Network. Unmarshal é um provedor de infraestrutura Web3 que irá integrar seus serviços de indexação com o protocolo Fantom para dar aos desenvolvedores acesso fácil a dados organizados e granulares na cadeia.

Através da parceria com a XP.Network, os usuários da Fantom poderão conectar tokens não fungíveis (NFTs) entre Ethereum (ETH), BNB Smart Chain (BNB), Elrond (EGLD), Aurora (AURORA), Tron (TRX), Avalanche (AVAX) e Velas (VLX).

André Cronje voltou?

Outro fator, embora especulativo, provocando um aumento no preço do FTM é a especulação de que o conhecido desenvolvedor DeFi Andre Cronje poderia estar contribuindo para o desenvolvimento de DeFi na rede Fantom.

Em meio a rumores sobre o retorno do desenvolvedor líder de DeFi, Andre Cronje, o preço do token FTM nativo aumentou quase 40%. Cronje propôs uma série de medidas destinadas a estabilizar a situação e aumentar a sustentabilidade do ecossistema Fantom como um todo.

— Ashley Torres (@torresamba) 

A especulação começou quando Cronje apresentou uma proposta de otimização do fUSD que pretendia resolver um grande problema de desparidade da stablecoin em 20 de maio. Uma carteira Fantom que se acredita pertencer a Cronje também adicionou mais de 100 milhões de FTM nas últimas duas semanas.

Os dados do VORTECS™ do Cointelegraph Markets Pro começaram a detectar uma perspectiva de alta para o FTM em 20 de maio, antes do recente aumento de preço.

O VORTECS™ Score, exclusivo do Cointelegraph, é uma comparação algorítmica das condições históricas e atuais do mercado derivadas de uma combinação de pontos de dados, incluindo sentimento do mercado, volume de negociação, movimentos recentes de preços e atividade no Twitter.

Como visto no gráfico acima, o VORTECS™ Score para FTM atingiu uma alta de 89 em 20 de maio, ao mesmo tempo em que seu preço começou a aumentar 62,3% nos próximos três dias.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS





Source link

Share to...