‘Mega sinal de alta’ ou ‘colapso real?’


O Bitcoin (BTC) está se recuperando esta semana, com um aumento repentino desafiando as máximas semanais.

No que deve fornecer alguma confiança desesperadamente necessária aos touros, o par BTC/USD voltou às máximas semanais em 30 de maio, ganhando vários percentuais durante a noite.

Em contraste com os recentes fechamentos semanais, a vela de 29 de maio conseguiu limitar o lado negativo e reverter o curso imediatamente quando a nova semana começou.

No entanto, o Bitcoin agora selou nove velas semanais vermelhas consecutivas, algo nunca visto antes em sua história.

Quão baixista é a maior criptomoeda entrando em junho? O macroambiente continua conturbado, enquanto o interesse do varejo está longe de ser visto e as previsões de uma capitulação mais profunda permanecem.

Dito isto, se continuar sua força mais recente, o Bitcoin ainda tem chance de sair de seu atual corredor de negociação.

O Cointelegraph analisa os fatores que devem movimentar o mercado nos próximos dias.

O Bitcoin pode evitar 10 semanas de queda?

Graças a uma reviravolta inesperada, mas bem-vinda, durante a noite de 30 de maio, o Bitcoin está quebrando a tradição esta semana.

As negociações asiáticas forneceram o pano de fundo para alguns ganhos sólidos, com o Nikkei do Japão e o índice Hang Seng de Hong Kong subindo mais de 2% no momento da redação. O gatilho veio das notícias de que a China planeja relaxar algumas de suas últimas restrições ao COVID-19 e abrir a economia.

O Bitcoin, no entanto, superou as ações antes do início das negociações europeias.

Após uma vela horária vermelha inicial após o fechamento semanal, o par BTC/USD subiu abruptamente de US$ 29.300 para os níveis atuais próximos a US$ 30.700, mostram dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView.

Embora a cautela permaneça graças ao fechamento semanal ainda vermelho, o Bitcoin pode encerrar sua série de nove semanas de perdas esta semana, desde que o preço de fechamento da próxima semana seja de pelo menos US$ 29.500.

Para alguns, a ação da noite para o dia por si só foi suficiente para ficar visivelmente mais positivo nas perspectivas de curto prazo.

“Bitcoin à beira de um mega sinal de alta”, disse Jordan Lindsey, fundador da JCL Capital, aos seguidores do Twitter:

“Na minhã opinião não é hora de ser ganancioso à procura sinais de fundo.”

O trader Crypto Tony observou que o Bitcoin ainda está em uma faixa de negociação familiar e deve limpar alguns níveis-chave antes de ser considerado em uma trajetória firme. Para ele, isso é US$ 31.000, agora não tão longe.

Bom dia lendas

Boas ondas de alívio para ver esta manhã para as #Altcoins… Lembre-se de que o #Bitcoin ainda está em um intervalo, então precisamos liberar US $ 31.000 para que esse alívio continue

Atualizações mais tarde

— Crypto Tony (@CryptoTony__) 30 de maio de 2022

Outros se concentraram na ideia de que os ganhos atuais são apenas mais um salto de alívio e que o Bitcoin deve retornar mais baixo depois.

É por isso que você deve ser capaz de mudar seu viés à medida que novos dados chegam

Isso realmente foi um colapso falso e agora vemos o verdadeiro #BTC 

— CryptoBullet (@CryptoBullet1) 30 de maio de 2022

Enquanto isso, a popular conta de trading TMV Crypto sinalizou as mínimas da madrugada como um suporte importante a ser mantido daqui para frente.

“Não tenho certeza se devemos ser muito otimistas aqui no BTC + ETH”, acrescentou o trader e analista Crypto Ed em um tópico do Twitter postado em 30 de maio.

Ele apontou para os baixos volumes de fim de semana apoiando o salto, sugerindo que níveis mais altos ainda não tinham o interesse de oferta necessário para se consolidar como novo suporte.

“Vi alguns no meu feed vendendo, o que era compreensível ao ver a fraqueza nos gráficos”, continuou ele:

“Mais uma vez, um ótimo exemplo para ser cauteloso no fim de semana. Muitas vezes, você é jogado em livros de pedidos pequenos, portanto, prefiro não abrir novas posições no fim de semana.”

Um gap nos futuros da CME deixado desde de 27 de maio em US$ 29.000, enquanto isso, fornece uma meta adicional de baixa.

Recuperação das ações é “rally do mercado em baixa”, diz analista

Com os mercados dos Estados Unidos fechados para um feriado em 30 de maio, caberá à Europa e à Ásia ditar o clima do dia.

E, com o Fórum Econômico Mundial por trás deles, os hodlers de criptomoedas podem dar um pequeno suspiro de alívio no novo mês, antes de outra reunião do Federal Reserve dos EUA em meados de junho.

O retorno das ações asiáticas após oito semanas de perdas formaram o principal foco macro do dia.

Depois de não aproveitar um rali semelhante nos EUA na semana passada, o Bitcoin agora parece estar capitalizando o clima, que os comentaristas, no entanto, alertam que provavelmente não é um indicador de uma reversão geral da tendência.

O aperto monetário do Fed e de outros bancos centrais não apenas derrubou os operadores de ações, mas também deu início a uma grande recessão à medida que as economias pagam os preços.

“Estamos no meio de um rali de mercado em baixa”, disse Mahjabeen Zaman, chefe de especialistas em investimentos do Citigroup Austrália, à Bloomberg:

“Acho que o mercado estará negociando com limites tentando descobrir em quanto tempo essa recessão chegará ou com que rapidez a inflação cairá.”

O aperto deve se tornar real nesta semana. Espera-se que 1º de junho será quando o Fed começará a reduzir seu balanço patrimonial, atualmente em um recorde de US$ 8,9 trilhões.

O Banco Central Europeu (BCE) interromperá suas compras de ativos no final do ano, revelou na semana passada.

Em 31 de maio, os dados do índice de preços ao consumidor (IPC) serão divulgados para a zona do euro, à frente de dados semelhantes para os EUA em 10 de junho.

“Investidores de ações atentos a sinais de estabilidade”, escreveu o comentarista de mercados Holger Zschaepitz em 28 de maio ao lado do Índice de Volatilidade CBOE:

“O medidor de medo de Wall St, o sentimento dos investidores e os spreads de títulos são rastreados em busca de pistas sobre onde o mercado pode ir a seguir. Mas apenas um dos 5 indicadores de sentimento sugere que o pior já passou nos mercados.”

Força do dólar marca mínimos de um mês

Vindo para testar os níveis de suporte ao longo da semana passada foi a força do dólar americano.

Depois de subir para níveis não vistos desde dezembro de 2002, o índice do dólar americano (DXY) está finalmente voltando à Terra e até mesmo desafiando sua tendência de alta do ano.

Isso ainda pode funcionar como um lado positivo para os ativos de risco, caso a tendência continue, já que a correlação inversa funcionou a favor do Bitcoin em particular no passado.

“Este pode ser apenas o início da corrida de touros de 2022!” um encorajado Crypto Rover argumentou, enviando um gráfico comparativo mostrando a correlação inversa Bitcoin-DXY e como ela se desenrolou nos últimos anos.

Crypto Ed, no entanto, não está convencido de que os bons tempos voltarão, por cortesia da fraqueza contínua do dólar.

DXY: saltou da minha caixa verde, mas foi um salto fraco. Rejeitado em S/R (venda/retorno) e caindo novamente.

Mas eu vejo uma cunha de queda aqui, não acho que isso vá muito mais longe.

— Ed_NL (@Crypto_Ed_NL) 30 de maio de 2022

“DXY está imprimindo um padrão de reversão, uma cunha descendente. Outra razão para não estar muito entusiasmado com o BTC”, acrescentou em outro tweet.

No entanto, em 101,49, DXY estava em seu nível mais baixo desde 25 de abril.

Bitcoin se aproximando de um “fundo cíclico”

Nem todo mundo está pessimista entre os analistas de Bitcoin, e um deles, o CEO da CryptoQuant, Ki Young Ju, tem os dados para provar o porquê.

Ao divulgar as últimas leituras da distribuição de capitalização realizada do Bitcoin, Ki argumentou que, de fato, o BTC/USD está atualmente em um estágio semelhante a março de 2020.

O limite realizado reflete o preço pelo qual cada Bitcoin foi movido pela última vez e pode ser dividido em faixas etárias.

Estes, por sua vez, mostram a proporção da oferta de BTC que compõe seu limite realizado, que se moveu pela última vez há um certo período de tempo.

No momento, 62% do limite realizado envolve saídas de transações não gastas (UTXOs) de seis meses atrás ou mais.

Para Ki, isso significa território mínimo para o preço do BTC, como tem sido o caso historicamente – e mais significativamente durante o crash do COVID-19 de março de 2020.

“O $BTC está chegando perto do fundo cíclico”, ele resumiu:

“Agora, os UTXOs com mais de 6 meses recebem 62% do limite realizado. Na grande liquidação de março de 2020, esse indicador também atingiu 62%.”

O CryptoQuant relatou anteriormente os dados da UTXO no que se refere ao tamanho das participações dos investidores em Bitcoin, mas tirou conclusões mais conservadoras.

Na semana passada, parecia que as maiores baleias de Bitcoin ainda estavam distribuindo suas participações na cadeia, enquanto as baleias menores provavelmente poderiam sustentar o mercado e impedir uma cascata no estilo de março de 2020.

Sentimento sugere “oportunidade de compra a longo prazo”

É preciso muita ação de preço de alta para mudar o sentimento para o verde no ambiente atual.

Isso vale tanto para o Bitcoin quanto para a criptomoeda de forma mais ampla, já que os investidores suportaram mais de seis meses do que foi praticamente descontrolado.

Este continua sendo o caso nesta semana – apesar da subida da noite para o dia, o sentimento permanece firmemente na zona de “medo extremo” em Bitcoin e altcoins.

O Crypto Fear & Greed Index (Índice de Medo e Ganância) está em apenas 10/100 em 30 de maio, uma pontuação que acompanhou os fundos de preços geracionais em anos anteriores.

Maio de 2022 foi um período particularmente difícil para o sentimento, com Fear & Greed atingindo apenas 8/100 no início do mês – um nível raramente visto e que apareceu pela última vez em março de 2020.

“O índice de medo e ganância voltou a 10 hoje”, respondeu Philip Swift, criador da plataforma de análise on-chain LookIntoBitcoin:

“Passamos três semanas no Medo Extremo agora com uma ação de preço lateral. Potencial formação de fundo?”

O comentarista e analista Scott Melker, conhecido como The Wolf of All Streets (o Lobo de Todas as Ruas, uma paródia de o Lobo de Wall Street), acrescentou que, independentemente do que possa vir a seguir, o sentimento revelou uma “oportunidade de compra de longo prazo”.

“As pessoas ainda estão ficando com mais medo”, dizia parte de um post no Twitter.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS:





Source link

Share to...