Bitcoin enfrenta ‘batalha difícil’, apesar do preço do BTC ganhar 35% em relação ao fundo de US$ 23,8 mil


O Bitcoin (BTC) obteve novos ganhos durante a noite de 31 de maio, apesar de o fechamento mensal parecer destinado a selar perdas de cerca de 15%.

Pedidos acumulam acima de US$ 33.000

Dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView mostraram que o par BTC/USD se consolida mais uma vez depois que uma nova explosão o levou para US$ 32.200 no Bitstamp.

O par encerrou assim o segundo dia de impulso mais otimista, mas isso não impressionou os analistas, que acreditavam amplamente que os movimentos não eram confiáveis.

Essas dúvidas continuaram no dia em meio a discussões sobre se os ganhos mais recentes representavam um “salto de gato morto”.

Esse movimento #BTC é real? Eu acho que não. A alta foi vendida…
1- Entrada de >3.500 BTC no mercado à vista em sua máxima (30,7k).
2- Delta negativo com vela verde diária de 4,5%. (divergência delta).
3- Gama também positivo. MM para o mercado. 

— M_Ernest_​₿ (@M_Ernest_) 30 de maio de 2022

“O BTC está pronto para um movimento maior. Antes de começar, lembre-se de como as criptomoedas gostam de espremer shorts e prender longs”, escreveu o recurso de análise on-chain, Material Indicators, em um dos vários tweets nas últimas 24 horas:

“Você pode mitigar o risco esperando para confirmar a fuga ou a falsificação. FireCharts mostra onde a liquidez está no livro de ordens. Fechamento mensal na terça.”

Enquanto isso, os dados do livro de pedidos da grande exchange Binance mostraram um sólido muro de vendas (sell-wall) de US$ 61 milhões, aparecendo em US$ 33.500 no momento da redação.

A popular conta do Twitter Il Capo of Crypto continuou com uma postura de baixa, ao mesmo tempo em que admitiu que o salto foi contrário às previsões anteriores.

Bom empurrão dos touros ontem. Esta semana eu estava errado principalmente porque pensei que estávamos indo para baixo e não esperava esse salto. No entanto, este movimento para cima está mostrando os mesmos sinais que o movimento que desviou acima de 45k-46k.

Cenário de baixa ainda em jogo.

— il Capo Of Crypto (@CryptoCapo_) 31 de maio de 2022

A outra conta Venturefounder acrescentou que o par BTC/USD precisaria recuperar sua média móvel de 200 dias perto de US$ 43.000 para “retomar um novo mercado altista”, chamando esse alvo de “batalha difícil”.

As baleias tomam seu tempo

Enquanto isso, em meio a volumes inexpressivos que acompanham o salto, preocupações adicionais se concentraram nas baleias.

Conforme observado por Caue Oliveira, analista da empresa brasileira de análise BlockTrends, as maiores entidades do Bitcoin ainda não mostraram fé nas baixas recentes sendo um piso macro.

“Baleias/instituições ainda não implantaram todo o seu poder de fogo no mercado!” ele resumiu em um tópico do Twitter:

“Essas grandes entidades continuam reduzindo a atividade, expondo sua cautela com o cenário global. Um olhar mais atento sobre seus movimentos pode fornecer o verdadeiro sinal de uma reversão real.”

Um gráfico acompanhando o tweet mostrou uma queda acentuada nos movimentos das baleias em maio.

Continuando, Oliveira disse que a atividade da plataforma institucional Coinbase Pro também sugere que a maioria dos investidores está esperando à margem.

“No momento, não vejo nenhuma evidência para um real movimento de ‘compre a baixa’ por esses participantes”, acrescentou.

O recurso de monitoramento focado em baleias, o Whalemap, afirmou ainda que, sem um rompimento da média móvel de 200 semanas, o Bitcoin ainda não havia marcado um verdadeiro fundo macro.

Quais são as chances agora? 

— whalemap (@whale_map) 30 de maio de 2022

Essa média móvel estava em torno de US$ 22.200 em 31 de maio.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...