Analista aponta 3 criptomoedas para não comprar se o Bitcoin voltar a cair


 

Mesmo com a recente recuperação do Bitcoin (BTC), a tendência de baixa continua no mercado de criptomoedas, já que, apesar do alívio, o BTC e o Ethereum estiveram em uma sequência de perdas há mais de 8 semanas.

Para o analista Mike Ermolaev, head de PR da ChangeNOW, o bear market será duradouro e a atual correlação do mercado de criptoativos com o mercado de ações ajuda a ‘derrubar’ as previsões positivas para as criptomoedas.

“Concordo com a maioria dos especialistas que acreditam que a onda de baixa duradoura é a consequência do aumento das taxas do Federal Reserve dos EUA. Além disso, os ativos digitais têm uma estreita correlação com o mercado de ações que atualmente está instável”, disse.

Ele aponta que quando o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 30 mil na segunda-feira passada, logo pareceu ser um bom sinal para os touros. No entanto, mais tarde, o valor do BTC caiu para US$ 28 mil. Agora, nas últimas 24 horas, o Bitcoin subiu 7% e atingiu US$ 31.500 novamente e, segundo Ermolaev o movimento de baixa pode se repetir.

Fonte: Messari.io

“Assim como o Bitcoin, o Ethereum subiu na segunda-feira passada, acima de US$ 2 mil, mas recuou significativamente na segunda metade da semana. Embora o preço da moeda tenha subido 3,50% nas últimas 24 horas, ao todo, caiu 9,65% durante a semana”, disse

Fonte: Messari.io

Mais um ETF negado: queda no BTC

A Passfolio também acredita, como Ermolaev, em um mercado de baixa já que a SEC rejeitou outro ETF de spot bitcoin, o One River Carbon Neutral Bitcoin Trust. ETFs e produtos institucionais com a aprovação do mercado de Bitcoin Futuro nos EUA, geralmente tem ajudado a impulsionar o Bitcoin a novos máximos, como ocorreu em 2017 e 2022.

A comissão não apresentou novos argumentos, afirmando que a proposta não cumpria os seus requisitos de ser “desenhada para prevenir atos e práticas fraudulentas e manipuladoras” e “para proteger os investidores e o interesse público”.

A empresa destac que a lógica da SEC é que qualquer pessoa que tente manipular o ETF também teria que negociar nesse “mercado de tamanho significativo”, e o acordo tornaria mais fácil detectar e impedir má conduta.

No entanto, como o mercado de bitcoin é tão pulverizado, isso significa que a corretora teria que entrar em vários acordos com diferentes corretoras de criptomoedas, uma tarefa difícil”, destaca a empresa

“É improvável que a SEC mude sua posição em 2022 – não é uma questão de procedimento legal, é uma questão de posicionamento da SEC enquanto tenta colocar a criptomoeda sob sua alçada. Se o problema realmente fosse fraude de mercado, não deveria ter permitido ETFs futuros de bitcoin, porque os derivativos da CME são precificados pelo não regulamentado mercado de spot bitcoin”, diz David Gobaud, fundador e CEO da Passfolio.

Diante da não aprovação de um ETF Spot de Bitcoin e da postura dura da SEC a Passfolio aponta que os bears estão usando ETFs futuros de bitcoin como instrumento para alavancar a queda nos mercados de criptomoedas, uma tendência que deve continuar à medida que produtos mais tradicionais relacionados a criptomoedas forem lançados.

“Os juros a descoberto no BITO, por exemplo, são de 11% do total de ativos. Os investidores tradicionais precisam confiar nesse mecanismo, pois ainda não há ETF de bitcoin inverso ou curto no mercado”, destaca

Mesmo com a pequena recuperação do BTC, o índice Crypto Fear & Greed Index ainda está em “medo extremo”, com uma pontuação de 10, a mesma da semana passada.

“O colunista do Cointelegraph William Suberg aponta para uma “reversão de alta para a nova semana”, já que a vela de 29 de maio reverteu algumas das desvantagens. No entanto, isso é pouco alívio, já que o bitcoin fechou no vermelho por nove semanas consecutivas pela primeira vez em sua história. Alguns traders também apontaram que o salto do fim de semana foi baseado em volumes baixos e que não há profundidade suficiente para cimentar os novos níveis de preços”, finaliza a empresa.

3 criptomoedas para não comprar se o Bitcoin voltar a cair

 

Diante da tendência de baixa contínua no preço do Bitcoin, Mike Ermolaev, aponta que a sensação do final de 2021, as criptomoedas ligadas a games play-to-earn não foram uma exceção durante a liquidação do mercado e assim como BTC, ETH e outros ativos, a maioria desses tokens recuou fortemente.

Portanto, segundo ele, se o Bitcoin voltar a cair, provavelmente as criptomoedas de metaverso devem ver seu valor derreter ainda mais que o Bitcoin e, com isso, eliminar qualquer expectativa de lucro no curto prazo e, para evitar este cenário negativo ele destaca 3 criptomoedas para não comprar se o BTC voltar a cair.

Descentraland (MANA)

Decentraland é uma plataforma de realidade virtual onde os usuários podem comprar, explorar e monetizar terrenos virtuais. No mercado desde 2015 a plataforma agora se tornou o maior player entre os tokens de meaverso e play-to-earn. Seu token nativo MANA é executado na blockchain Ethereum.

“A semana passada foi difícil para a moeda. Seu preço caiu 7,12% nos últimos 7 dias, mas subiu 7,32% nas últimas 24 horas. Ao todo, o MANA parece estar se estabilizando após se recuperar do crash de 12 de maio. No momento, o token está sendo negociado a US$ 1,07. Mas não confio em alta se o Bitcoin cair”

Fonte: Messari.io

Sandbox (SAND)

Em segundo lugar ele aponta a plataforma Sandbox também é conhecida por seus terrenos virtuais onde os usuários podem hospedar todos os tipos de eventos, de shows a esportes e jogos. Ao jogar e hospedar esses terrenos os usuários podem rentabilizar suas criações. O token utilitário SAND e os NFTs são amplamente usados ​​em todo o jogo.

“O SAND tem sido muito volátil e mostrou que os touros do Sandbox não conseguem segurar a pressão do mercado. Atingindo US$ 1,5 na quinta-feira, caiu rapidamente para US$ 1,3 mais tarde. Embora nas últimas 24 horas o SAND tenha ganhado 4,23%, perdeu 2,88% em valor durante a semana”, analisa

Fonte: Messari.io

Axie Infinity (AXS)

Finalizando a lista de Ermolaev está o Axie Infinity que é o mais famoso game play-to-earn do mercado. O jogo gira em torno de animais de estimação digitais baseados em NFT chamados Axies. Os usuários podem comprar, criar, combater as criaturas e ganhar criptomoedas dessa maneira. O jogo existe desde 2018.

“Na semana passada, o AXS atingiu um pico de US$ 28 na segunda-feira, mas voltou a cair no final da semana. A moeda perdeu 12,22% nos últimos 7 dias, mas subiu 8,00% nas últimas 24 horas. O que mostra que sua volatilidade é alta e que, na queda do BTC e ETH, os investidores do AXS abandonaram o barco com força e que o mesmo deve acontecer agora se o Bitcoin voltar a cair”, finaliza.

LEIA MAIS





Source link

Share to...