Baleia ‘faminta’ compra a queda do Bitcoin e ‘engorda’ US$ 25,5 milhões em 4 dias



Vistas como uma espécie de bússola do mercado de criptomoedas, as baleias deram sinais de otimismo em relação ao Bitcoin (BTC) nos últimos dias segundo uma publicação no Twitter da plataforma de análise Santiment, que relatou um crescimento de 184 novos endereços detentores de grandes quantias da criptomoeda, na faixa entre 100 e 1000 BTC, o que equivale a um intervalo entre US$ 3,17 milhões e US$ 31,7 milhões pela cotação do Bitcoin na manhã desta terça-feira (31), quando era trocado de mãos por aproximadamente por volta dos US$ 31,7 mil.

Em quatro operações monitoradas pelo rastreador de dados em cadeia BitInfoCharts nos dias 14, 25, 26 e 27, a baleia detentora da maior quantidade de Bitcoins fora das exchanges Binance e Bitfinex fez quatro compras, respectivamente nos valores de 162 BTC (US$ 5,14 milhões), 77 BTC (US$ 2,44 milhões), 481 BTC (15,26 milhões) e (US$ 2,73 milhões), o que representa um total de pouco mais de US$ 25,5 milhões.

Ao que tudo indica, o apetite da baleia começou a aumentar ainda no início do mês, uma vez que antes dos 806 BTC, a  BitInfoCharts apresentava outras compras massivas feitas pela mega carteira, que acumularam 4.515 BTC, cerca de US$ 143,3 milhões entre os dias 2 e 17 de maio. Pelo que apresentava o monitoramento, o investidor possui um total de 127.873,54 BTC, pouco mais de US$ 4 bilhões.

Ao sugerir que a compra massiva feita pela baleia não é um caso isolado, a Santiment argumentou que:

“À medida que o #Bitcoin continua pisando na água em US $ 29,6 mil, a quantidade de endereços de baleias-chave (de 100 a 1 mil BTC) continua aumentando após o despejo maciço do final de janeiro. Historicamente, vimos uma correlação entre o preço e a quantidade de endereços desse nível.”

Detentor de um leque de oportunidades de investimentos, o Bitcoin se encontra no radar de outros grandes investidores e analistas. Um exemplo é o Nubank, que descartou demissões na empresa e ainda revelou que os clientes estão abandonando a poupança para adotar as criptomoedas, além de reservar 1% de seu balanço ao BTC, entre outras iniciativas. Já o consultor financeiro da Swan Bitcoin, Andy Edstrom, disse que o crescimento do Bitcoin nos próximos anos pode ser semelhante ao da Nasdaq, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...