Tron (TRX) vê explosão meteórica de US$ 6 bilhões em TVL mas analista aponta que ela pode ser a próxima LUNA e despencar 99%


A Tron (TRX) já foi uma das principais criptomoedas do mercado mas andava meio ‘sumida’ dos holofotes desde que seu fundador Justin Sun, deixou de fazer declarações polêmicas e gastar milhões em jantares que ele nem mesmo compareceu.

No entanto, a criptomoeda de Sun, que também já foi alvo de muitas críticas e acusações, desde plágio até de ser nada mais que um golpe, voltou ao centro das atenções e viu o valor total bloqueado (TVL) de seu protocolo subir para US$ 6 bilhões com o lançamento de sua stablecoin algoritimica, a USDD.

Só para relembrar os leitores, o recente colapso no mercado de criptomoeda que levou o Bitcoin a ser negociado em US$ 25 mil ocorreu devido a falhas em uma stablecoin algortimica, a UST que era construída na blockchain Terra (LUNA) que viu seu valor despencar 99.9% desde que a UST perdeu sua paridade de 1:1 com o dólar.

Com o crescimento meteórico em seu TVL a Tron, que originalmente havia sido projetada para servir como uma plataforma descentralizada de armazenamento e distribuição para mídia social e conteúdo de entretenimento digital, agora é a terceira maior blockchain em termos de TVL, com US$ 6,06 bilhões, de acordo com a plataforma de análise DeFi Llama.

 

 

Fonte: DeFi Lhama

Crescimento meteórico

O TVL de um blockchain representa o capital total mantido em seus contratos inteligentes. O TVL é calculado multiplicando a quantidade de garantias bloqueadas na rede pelo valor atual dos ativos e, portanto, acaba sendo um indicador muito usado para determinar o potencial de um protocolo.

Como aponta o DailyHold, um olhar mais atento ao ecossistema de Tron mostra que mais da metade do capital está bloqueado em empréstimos financeiros descentralizados e no protocolo de empréstimos JustLend (JST).

Assim como a UST, da LUNA, os rendimentos para quem optar por fazer staking da USDD estão acima de dois dígitos e, no caso da JustLend a plataforma promete pagar mais de 23% de rendimento anual para quem bloquear a stablecoin da Tron na sua plataforma.

Dados de DeFi Llama e CoinGecko mostram que a explosão de TVL de Tron parece coincidir com o crescimento do valor de mercado do USDD. O valor total bloqueado da Tron subiu de US$ 3,73 bilhões em 13 de maio para mais de US$ 6 bilhões. Durante o mesmo período, o valor de mercado do USDD subiu de US$ 269 milhões para mais de US$ 602 milhões 

“A TRX mostrou uma força relativa enorme, novamente em suas máximas de março em um ambiente em que 99% das alts caíram 50% ou mais, impulsionadas pela recente incursão da Tron no espaço das stablecoins algoritimcas e de um rendimento de 30% em USDD”, disse o analista conhecido como Light.

Tron pode ser a próxima LUNA e despencar 99%

No entanto o analista brasileiro Tasso Lago, gestor de fundos privados em criptomoedas e fundador da Financial Move, não está muito otimista com a USDD e com a Tron e destacou que a nova stablecoin segue o mesmo roteiro da UST e da LUNA, ou seja, uma queda de 99% pode estar no horizonte.

“Eu queria também salientar que a Tron TRX lançou uma criptomoeda, há um pouco mais de um mês, que é uma réplica da UST, que era a stablecoin da Terra Luna, que foi a zero devido a uma falha no algoritmo”, disse.

Ele aponta que a Tron deve subir no curto prazo graças a esse aumento de capital entrando na sua stablecoin, porém no médio e longo prazo não está descartado que ela também falhe, assim como a UST e leve consigo não apenas a Tron mas também boa parte do mercado de criptoativos.

“Vejo que no médio prazo podemos ter uma falha no algoritmo igual vimos com a UST, caso a USDD perca a paridade com o dólar, que, como stablecoin deveria ser 1:1. Portanto é bem importante salientar para os investidores que existe um risco muito grande no mercado com relação a  Tron e a sua e a sua stablecoin, USDD”, aponta.

Bybit remunerando o equivalente a 99% ao ano para quem fizer staking com USDD, mesmo roteiro que levouo UST ao colapso.

Já sobre o Bitcoin, Lago aponta que a recente alta pode impulsionar um possível repique positivo do BTC até os 34/36 mil dólares. Porém para isso a principal criptomoeda do mercado precisa romper com a marca de US$ 32 mil, feito pela EMA 200 (indicador técnico de média móvel exponencial) e pela MA 200 ( indicador técnico de média móvel aritmética). 

“Essa Ema vai atuar com uma barreira do preço de venda, porém eu ainda acredito numa num nível maior de 34 a 36 mil dólares, então teremos mais provavelmente mais algumas semanas positivas dentro do mercado de criptomoedas”, finalizou.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...