Celo registra crescimento de mais de 5.000% e NFTFY lança sistema de compra coletiva de NFTs



A Celo divulgou que registrou um aumento de 5.115% nas transações em blockchain. Os dados constam no Relatório Anual de 2021 de atividades da empresa. O detalhamento traz dados concisos sobre o expressivo crescimento da comunidade e do ecossistema Celo no ano passado.

Além do aumento nas transações, entre os principais destaques estão o alcance de 2,65 milhões de endereços de carteira, um crescimento de 5.916% em relação ao ano anterior e a ampliação de 619% da comunidade de desenvolvedores, para 3.957 em relação ao ano passado, com 848 desenvolvedores ativos, o que representa um aumento de 848% em relação ao ano anterior.

“Estamos orgulhosos de saber que os esforços de todos vêm dando resultado. Somos fortalecidos pelo crescimento e sucesso da comunidade Celo e nossos parceiros do ecossistema. Cada conquista é um verdadeiro testemunho da paixão e do impulso da família global Celo, e estamos apenas começando a possibilitar um futuro em que todos possam usar a tecnologia Web3 em suas vidas diárias”, comenta Camila Rioja, Latam Lead, da Celo.

Em 2021 a Celo lançou a stablecoin algorítmica atrelada ao real brasileiro chamada Celo Real (cREAL), que fornece uma maneira de usar aplicativos DeFi complementares e que podem ajudar a habilitar novas opções para construir um histórico de crédito.

“A taxa de adoção de criptomoedas em mercados de alto crescimento – em particular no Brasil – não só sinaliza um entusiasmo crescente por essa nova economia digital, mas também o avanço dos casos de uso do mundo real”, salientou Camila.

NFTFY lança sistema de compra coletiva de NFTs

Já a NFTFY, anunciou o lançamento da ferramenta Rockpool, que permite a aquisição de NFTs em sistema de compra coletiva diretamente conectada com a OpenSea. 

A RockPool tem como objetivo democratizar o acesso ao universo dos NFTs, tornando tecnicamente simples e financeiramente acessível o acesso dos usuários, especialmente dos ativos com alto valor de mercado, como, por exemplo, os das coleções “hypadas” Bored Ape Yatch Club (BAYC) ou CryptoPunks, cujo preço ultrapassa a casa dos milhões de Reais.

Primeiramente, o usuário se conecta a sua carteira, acessa o marketplace da OpenSea e escolhe o NFT que deseja comprar. Em seguida, copia a URL, cola na plataforma RockPool e cria um pool. Pode ser no modo privado, onde convida somente amigos ou conhecidos para fazer parte, ou público, que fica visível para os demais usuários.

Tão logo, o valor do NFT seja alcançado, a ferramenta faz automaticamente a compra do ativo no marketplace, através de Smart Contract, e fraciona entre os componentes do
pool.

“O nome Rockpool refere-se às piscinas naturais formadas por rochas, na tradução em português, e faz uma referência direta à OpenSea. A NFTFY quer trazer o melhor desse mar aberto, permitindo o acesso de todos os usuários. As frações são distribuídas de acordo com o que cada participante da pool investiu. Se o usuário entrou com o aporte de 50% do valor monetário, terá 50% das frações do NFT”, explica Leonardo Carvalho,CEO da NFTFY, que ressalta que o NFT da OpenSea precisa estar listado a preço fixo, não pode ser de bid e nem de leilão.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...