Edward Snowden defende criptomoedas em pagamentos e diz que críticos deveriam entender melhor a indústria cripto



Em participação online no último final de semana durante a conferência Consensus 2022, evento promovido pela Coindesk em Austin, no Texas, Estados Unidos, o ex-analista de sistemas da CIA e ex-contratado da NSA, Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Edward Snowden frisou que utilizou o Bitcoin (BTC) para pagamentos de servidores por meio de um pseudônimo mantido por ele, já que, para ele, a criptomoeda é para ser utilizada pagamentos e não como opção de investimento. 

Exilado desde 2013 na Rússia, após vazar detalhes da vigilância global feita pela NSA, o que rendeu ao delator uma acusação do governo dos EUA de roubo de informações de defesa nacional, Snowden também defendeu a indústria de criptomoedas ao rechaçar um documento assinado por especialistas em tecnologia contra as criptos carta que foi protocolada no Congresso dos Estados Unidos no início do mês. 

Ao qualificar parte dos signatários como “trolls públicos prolíficos”, o presidente da Freedom of the Press Foundation argumentou que eles estavam compreendendo mal as criptomoedas e requentando acusações antigas contra o setor. 

“A carta é um argumento para o status quo. Existem muitas maneiras de abordar todas as suas preocupações. Todas as pessoas que assinaram este último poderiam entender esta indústria. Eles certamente deveriam”, disse Edward Snowden ao expressar admiração pelo professor de Harvard Bruce Schneier, um dos signatários da carta.

Ele também explicou um dos motivos pelos quais acredita não se aproximar de parte da comunidade cripto já que, para ele, as criptomoedas devem ser usadas estritamente como forma de pagamentos. 

“Geralmente não encorajo as pessoas a colocarem seu dinheiro em criptomoedas como tecnologia e é isso que me distancia de muitas pessoas da comunidade”, acrescentou. 

Snowden, que em 2020 recebeu autorização de residência permanente, evitou polemizar sobre a guerra entre a Rússia e a Ucrânia.Ele disse ainda que houve avanços relacionados à privacidade na internet com o progresso da criptografia de conteúdo das comunicações, embora tenha manifestado preocupações com o rastreamento das atividades, os metadados.

“Pense nisso como uma van dirigindo pela estrada. Você não pode ver quem são os passageiros, mas ainda pode ver de onde a van saiu, onde foi parar, quanto tempo levou – esse tipo de coisa. Precisamos garantir que ninguém possa observar esse nível. Precisamos fazer mais transações semelhantes, para que todos estejam dirigindo o mesmo tipo de vans e se percam na multidão”, concluiu.

Em abril, Edward Snowden revelou que foi uma das seis pessoas que ajudaram a lançar o Zcash, uma blockchain descentralizada que usa provas de conhecimento zero em suas transações. As transações ZEC não podem ser rastreadas e os valores transmitidos não podem ser determinados, conforme noticiou o Cointelegraph.

LEIA MAIS:

  • Compound atinge US$ 15 bilhões em valor total de empréstimos à medida que o rali do DeFi avança
  • Bitcoin, Ethereum, Ripple, EOS, Litecoin, Bitcoin Cash, Stellar, Tron, Binance Coin, Cardano: Análise de preços, 22 de fevereiro
  • Latest News on Boost VC | Cointelegraph
     

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...