Preço do Bitcoin cai abaixo do seu ‘preço realizado’, mas é hora de comprar a queda?


Em 13 de junho, os preços das criptomoedas mergulharam mais fundo no território do mercado de baixa depois que o Bitcoin (BTC) cortou sua faixa de negociação atual e atingiu brevemente US$ 22.600, seu nível mais baixo desde dezembro de 2020.

De acordo com dados históricos do BTC, o mercado agora atingiu métricas de avaliação que mostram que o preço está severamente sobrevendido e talvez perto do fundo. O Bitcoin agora caiu abaixo de seu preço realizado, que representa o preço médio de cada moeda em oferta com base na última vez em que foi gasto on-chain.

Preço realizado do Bitcoin vs. preço real. Fonte: Glassnode

Embora a dor que essa capitulação mais recente tenha causado em todo o ecossistema não possa ser subestimada, o único vislumbre de esperança que oferece aos traders de criptomoedas cansados ​​é que o pior do declínio poderia ter ocorrido. Os próximos dias confirmarão essa teoria e a prova seria instituições e traders de varejo entrando em cena para comprar a queda.

“Camarões e baleias” se acumulam

Os dados on-chain mostram que nem todos os traders se sentem devastados com o Bitcoin em mínimas anuais. Carteiras de camarão, carteiras com menos de 1 BTC e carteiras de baleia com mais de 10.000 BTC estão em modo de acumulação desde que o antigo Terra (LUNA), agora conhecido como Luna Classic (LUNC), entrou em colapso no início de maio.

Pontuação de tendência de acumulação de Bitcoin por coorte. Fonte: Glassnode

De acordo com dados do provedor de inteligência blockchain Glassnode, as carteiras de ‘camarões’ “tiveram um crescimento de saldo líquido de +20.863 desde o crash de 9 de maio de Luna” e um aumento total de 96.300 BTC desde a máxima histórica de novembro (ATH).

As carteiras de baleias também estiveram ocupadas durante esse período, pois “esta coorte tem um pico de mudança de posição mensal de ~ 140 mil BTC/mês” e adicionou um total de + 306.358 BTC desde sua máxima histórica em novembro.

O suporte é limitado na faixa de US$ 20.000

Parte do motivo da rápida liquidação em 13 de junho foi a falta de demanda na faixa de US$ 20.000 a US$ 27.000, conforme mostrado no seguinte gráfico de distribuição de preço realizado não gasto ajustado pela entidade.

Distribuição de preços realizados não gastos ajustados por entidade. Fonte: Glassnode

Embora haja uma grande quantidade de demanda perto das faixas de preço de US$ 30.000 e US$ 40.000, alguns dos volumes mais baixos foram encontrados entre US$ 20.000 e US$ 27.000, o que deixou pouco suporte, pois o preço do BTC caiu nas primeiras horas de 13 de junho.

O alívio pode estar à vista, no entanto, como diz o ditado “é sempre mais escuro antes do amanhecer” e isso pode se aplicar ao estado atual do mercado de criptomoedas com base em várias métricas.

De acordo com o índice RVT, que compara a capitalização realizada com o volume diário liquidado on-chain, “a valorização da rede agora é 80 vezes maior que o valor diário liquidado”, o que indica uma baixa quantidade de atividade on-chain.

Razão RVT ajustado por entidade Bitcoin. Fonte: Glassnode

Glassnode disse,

“Nos ciclos de baixa anteriores, uma rede subutilizada forneceu confluência com os fundos do mercado de baixa”.

O índice RVT está atualmente em seu nível mais alto desde 2010, o que pode sugerir que o mercado atingiu o ponto de dor máxima e pode ver melhorias em breve, mas a possibilidade de mais fraqueza não pode ser descartada.

O valor total do mercado de criptomoedas agora é de US$ 980 bilhões e a taxa de dominância do Bitcoin é de 46,3%.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

VEJA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...