Preço do BTC cai para US$ 20,8 mil, com velas ‘mortais’ liquidando US$ 1,2 bilhão


O Bitcoin (BTC) chegou a US$ 1.000 de seus máximos históricos do ciclo anterior na madrugada de 14 de junho, à medida que as liquidações aumentaram nos mercados de criptomoedas.

Preço do Bitcoin atinge mínimas de 18 meses

Dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView mostraram o BTC/USD atingindo US$ 20.816, no Bitstamp, o menor valor desde a semana de 14 de dezembro de 2020.

Uma liquidação que começou antes do fim de semana se intensificou após o sino de abertura de Wall Street em 13 de junho, com Bitcoin e altcoins caindo em sintonia com as ações dos Estados Unidos.

O S&P 500 encerrou o dia em queda de 3,9%, enquanto o Nasdaq Composite Index caiu 4,7%, antes dos principais comentários do Federal Reserve dos EUA sobre sua política anti-inflacionária.

O pior da derrota foi reservado para a criptomoeda, no entanto, e com isso, o par BTC/USD perdeu 22,4% desde o início da semana até o momento da redação.

O par também estava “desconfortavelmente perto” de cruzar a marca de US$ 20.000, observou a empresa de negociação QCP Capital, representando a maior alta de todos os tempos em seu ciclo de halving anterior, algo que nunca havia acontecido antes.

Em uma circular para os assinantes do canal Telegram, o QCP sinalizou tanto o tópico de inflação quanto a potencial insolvência no protocolo de fintech Celsius como impulsionando a venda.

“Expressamos preocupação com o colapso de um jogador de crédito significativo desde o crash do LUNA. O mercado agora está em pânico com o impacto e o contágio se a Celsius se tornar insolvente”, explicou:

“Alguns níveis-chave de liquidação que o mercado está procurando são 1.150 em ETH, 0,8 em stETH/ETH e 20.000 em BTC. Estamos chegando desconfortavelmente perto.”

Para outros analistas, todas as apostas estavam erradas quando se tratava de adivinhar o preço mínimo do BTC ou se as principais linhas de tendência se manteriam como suporte.

Vela vermelha mortal, vela verde mortal.

— Michaël van de Poppe (@CryptoMichNL) 13 de junho de 2022

Rekt Capital alertou que a média móvel simples (SMA) de 200 semanas em US$ 22.400 não foi acompanhada por um interesse de volume significativo, deixando a porta aberta para um teste de níveis mais baixos.

“O BTC atingiu a MA de 200 semanas, mas o influxo de volume não é tão forte quanto nos fundos de mercado de baixa anteriores formados na MA de 200”, disse ele aos seguidores do Twitter:

“Mas a absorção negativa abaixo de 200 MA ocorre e talvez essa absorção precise ocorrer desta vez para inspirar um forte influxo de volume.”

No momento da redação deste artigo, a SMA 200 parecia estar agindo mais como resistência do que como suporte em prazos baixos.

Índice de futuros de Altcoin mostra força total de retração

Nas altcoins, o Ether (ETH) caiu para 40% abaixo da alta da semana anterior, para perto da marca de US$ 1.000.

Se isso for rompido, seria a primeira vez que o ETH/USD seria negociado a preços de três dígitos desde janeiro de 2021. Conforme relatado pelo Cointelegraph, o par já havia ultrapassado seu pico de US$ 1.530 do halving anterior do Bitcoin.

Entre as altcoins, havia poucos motivos para comemoração nessa tendência de baixa, argumentou a Rekt Capital, destacando a presença de alt sinalizada versus Bitcoin.

De fato, o suporte HTF verde que foi perdido em maio se transformou em nova resistência

Índice Altcoin caiu -50% desde

Desde então, o Índice atingiu um novo nível Mensal (laranja), que já pode estar mostrando fraqueza

O suporte mais forte está em verde abaixo #Ethereum #Crypto

— Rekt Capital (@rektcapital) 13 de junho de 2022

Em um sinal da dor que afeta todos os traders de criptomoedas, enquanto isso, os dados do recurso de monitoramento on-chain Coinglass confirmaram liquidações entre mercados passando de US$ 1,2 bilhão em apenas 24 horas.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...