Bitcoin derruba mercados de criptomoedas e faz 3 tokens perderem até 44% na semana: APE, AAVE e EGLD


 

As notícias sobre a inflação dos EUA (aumento recorde de 8,6% em relação ao ano anterior) divulgadas na sexta-feira iniciaram uma desaceleração do Bitcoin, que inicialmente caiu de US$ 30.000 para US$ 29.000 em horas. Outro ponto em destaque é a valorização entregue para os títulos públicos americanos (Bonds) com vencimento para dois anos, entregando quase 4% de valorização. Esse item impactou diretamente a liquidez tanto para o Bitcoin, quanto para o mercado de capitais. Muito dinheiro rumando para os Bonds. Esse fluxo provocou essa sangria do mercado.

 

Fonte: Tradingview

No entanto, o que se desenrolou (e continua a acontecer) nos dias seguintes é significativamente mais violento. A queda livre do Bitcoin se intensificou com o ativo caindo para US$ 27.000 no sábado, US$ 26.000 no domingo, causando mais de US$ 500 milhões em liquidações por dois dias seguidos. 

O último despejo de preços ocorreu horas atrás, quando o Bitcoin caiu abaixo dos US$ 25.000 e até US$ 20.000 nesta terça-feira. Esta é a posição de preço mais baixa que a criptomoeda viu desde dezembro de 2020.

A queda de mais de 10% no dia significa que sua capitalização de mercado caiu muito abaixo de US$ 500 bilhões. A única notícia positiva agora é que o domínio do Bitcoin sobre as altcoins permaneceu acima de 47%, pois elas sofreram ainda mais.

O ETH continua a ver novos mínimos. Ele ficou acima de US$ 2.000 há uma semana, mas perdeu mais de US$ 700 desde então e é negociado bem abaixo da ATH de 2018 agora. Um declínio diário de 15% empurrou a segunda maior criptomoeda abaixo dos US$ 1.300.

O BNB caiu 11% em um dia e está em US$ 230, enquanto o XRP (-10%) está em pouco mais de US$ 0,3. Cardano, Solana, Polkadot, Dogecoin, TRON e Shiba Inu também caíram dois dígitos.

Ainda mais perdas são evidentes de NEXO (-27%), Fantom (-23%), Curve DAO Token (-21%), Kava (-18%), STEPN (-18%), Waves (-17%), THORChain (-17%) e muitos outros.

Fonte: Coin360

Enquanto isso, três tokens apresentam o pior desempenho semanal: Apecoin (APE) -42.5%, Aave (AAVE) -42.8% e Elrond (EGLD) -44.6%.

Apecoin (APE) -42.5%

O Apecoin (APE) acumulou perdas de 66% desde 01 de junho, revertendo praticamente todos os ganhos que antecederam o lançamento dos NFTs Otherdeeds do metaverso Otherside em 30 de abril. O processo conturbado de lançamento dos NFTs Otherdeeds derrubou o preço do token logo após o evento. Em paralelo, o declínio do preço-base dos NFTs do BAYC e de suas coleções derivadas também contribuiu para a continuação da queda do APE até o fim do mês. Em 31 de maio, o token estava cotado a US$ 6,78, ao passo que havia iniciado o mês valendo US$ 19,99.

Fonte: Coingecko

O preço do Apecoin hoje é de US$ 3,5211, caiu 20% nas últimas 24 horas e no acumulado semanal, uma desvalorização da ordem de -42.5%. O valor de mercado do Apecoin é de US$ 1,03 bilhão. O volume de APE em 24 horas é de US$ 1,37 bilhão, com uma oferta circulante de 292.187.500 e oferta máxima de 1.000.000.000. O Apecoin é negociado em 64 exchanges, sendo as principais: Binance ($ 245,49 milhões), KuCoin Futures ($ 235,25 milhões) e BingX ($ 191,77 milhões). 

O Apecoin teve uma alta histórica de US$ 23,79 cerca de 2 meses atrás. No último dia, o Apecoin foi negociado em 134 mercados ativos, com seus pares de negociação de maior volume sendo USDT (US$ 1,14 bilhão), BUSD (US$ 89,35 milhões) e USD (US$ 70,95 milhões).

Aave (AAVE) -42.8%

O protocolo Aave está em volta da polêmica em torno do Celsius Network e sua instabilidade em torno dos saques e ao evento relatado de que foram enviados sem nenhuma explicação, US$ 320 milhões foram enviados para a FTX.

Embora essa atividade seja um mau presságio para a transparência da Celsius até que ela explique os movimentos, a empresa pode estar tentando garantir que sua liquidez seja estável substituindo muitos dos fundos voláteis, como WBTC e ETH, retirados da Aave por stablecoins.

Fonte: Coingecko

O preço do AAVE hoje é de US$ 59,11, que caiu 21% nas últimas 24 horas e no acumulado semanal, uma desvalorização da ordem de -42.8%. O valor de mercado do AAVE é de US$ 820,77 milhões. O volume de AAVE em 24 horas é de US$ 424,76 milhões, com um suprimento circulante de 13.885.243 e suprimento máximo de 16.000.000. 

O AAVE é negociado em 101 exchanges, com as principais sendo: FTX (US $ 67,65 milhões), Fairdesk (US $ 56,09 milhões) e Binance (US $ 48,34 milhões). O Aave teve uma alta histórica de US$ 629,17 há cerca de 1 ano. 

No último dia, o AAVE foi negociado em 744 mercados ativos com seus pares de negociação de volume mais altos sendo USDT (US $ 250,29M), USD (US $ 99,35M) e USDC (US $ 18,89m).

Elrond (EGLD) -44.6%

Pela segunda semana consecutiva, o Elrond acumula perdas acima de 50%  e se destaca como um dos piores investimentos do ano. Em um ano, o token EGLD acumula perdas de 48.8%.

Fonte: Coingecko

O preço do Elrond hoje é de US$ 40,88, que caiu 13% nas últimas 24 horas e no acumulado semanal, uma desvalorização da ordem de -44.6%. O valor de mercado de Elrond é de US$ 919,86 milhões. O volume de EGLD em 24 horas é de US$ 192,16 milhões, com um suprimento circulante de 22.501.130 e suprimento máximo de 23.831.130. 

O Elrond é negociado em 39 exchanges, com as principais sendo: Binance (US $ 65,92 milhões), Nami.exchange (US $ 37,17 milhões) e Bingx (US$ 29,78M). O Elrond teve uma alta histórica de US$ 493,70 há 7 meses. No último dia, o Elrond foi negociado em 102 mercados ativos, com seus pares de negociação de volume mais altos sendo USDT (US$ 145,89M), VNDC (US$ 18,60m) e Busd (US$ 9,95 milhões).



Source link

Share to...