3 tipos de análises de negociação que todo investidor de Bitcoin deveria dominar


As análise financeiras procuram ajudar os investidores a entenderem a tendência de preços de um determinado ativo. Existem vários tipos de análises que podem ser aplicadas para trading.

A análise técnica envolve o uso de indicadores matemáticos baseados em dados anteriores de preço para tentar prever tendências futuras. A ideia básica é que os mercados se comportam seguindo certos padrões e ciclos e que, uma vez estabelecidos, as tendências que vão em uma determinada direção muitas vezes continuam no mesmo curso por algum tempo.

De um modo geral, os investidores querem comprar quando os mercados estão baixos para que possam vender mais alto em algum momento no futuro e, assim, obter lucro. Realizar análises técnicas antes de entrar em uma posição é uma forma de tentar identificar níveis de preços que podem ser considerados baixos.

Não existe um método único e abrangente para análise técnica de criptomoedas. Cada trader preferirá usar indicadores diferentes e provavelmente os interpretará de maneira ligeiramente diferente. Deve-se notar também que nenhuma análise técnica é infalível.

Existem vários tipos de análises, nesse artigo abordaremos três tipos de análises: Bandas de Bollinger, Fractal e uma que foi criada exclusivamente para o mercado de criptomoedas, o UTXO.

Bandas de Bollinger

Bandas de Bollinger é um tipo de análise de preço desenvolvido pelo analista John Bollinger. Nela, as bandas de preço definem os níveis de faixa de preço superior e inferior. As bandas de Bollinger analisam um nível de desvio padrão acima e abaixo de uma média móvel simples do preço. Como a distância das bandas é baseada no desvio padrão, elas se ajustam às oscilações de volatilidade do preço subjacente.

As Bandas de Bollinger usam 2 parâmetros: período e desvios de padrão. Os valores padrão são 20 para período e 2 para desvios padrão, embora se possa personalizar as combinações.

As bandas de Bollinger ajudam a determinar se os preços estão altos ou baixos em uma base relativa. Eles são usados em pares, bandas superior e inferior e em conjunto com uma média móvel. Além disso, o par de bandas é qie confirma os sinais revelados por outros indicadores.

Fonte: Tradingview

As bandas como podem ser vistas na figura acima são as sombras sobre os gráficos de vela.

Como funciona este indicador

Quando as bandas apertam durante um período de baixa volatilidade, aumenta a probabilidade de um movimento acentuado de preço em qualquer direção. Isso pode iniciar um movimento de tendência. Cuidado com um movimento falso na direção oposta que reverte antes que a tendência correta comece.

Quando as bandas se separam por uma grande quantidade incomum, a volatilidade aumenta e qualquer tendência existente pode estar terminando.

Os preços tendem a saltar dentro da faixa das bandas, tocando uma banda e depois movendo-se para a outra banda. Pode-se usar essas oscilações para ajudar a identificar possíveis alvos de lucro. Por exemplo, se um preço salta da banda inferior e depois cruza acima da média móvel, a banda superior se torna a meta de lucro.

O preço pode exceder ou abraçar uma faixa de banda por períodos prolongados durante fortes tendências. Na divergência com um oscilador de momento, pode-se querer fazer pesquisas para determinar se obter lucros adicionais é apropriado para a operação.

Uma forte continuação da tendência pode ser esperada quando o preço sair das bandas. No entanto, se os preços voltarem imediatamente para dentro da banda, a força sugerida será negada.

Williams Fractal

Este é um indicador de momento e é baseado na fórmula Average Directional Index (ADX). Enquanto o ADX pode ajudá-lo a mergulhar na perspectiva micro do mercado, o Williams Fractal é um ótimo indicador para uma visão macroscópica rápida das tendências de momento.

Este indicador oscilante mostra a força do movimento ascendente e descendente no preço de um ativo. 

Fonte: Tradingview

Todas essas setas verdes e vermelhas mostram as tendências de preço. Como você pode ver na imagem acima, a maioria das setas superiores é acompanhada por uma queda de preço e a maioria das setas para baixo são acompanhadas por um aumento de preço.

A desvantagem deste indicador é que muitas vezes produz vários falsos positivos. Portanto, é aconselhável usar outros indicadores como ADX e RSI em conjunto com Williams Fractal para tomar melhores decisões de negociação.

UTXO

A análise onchain analisa os dados públicos na blockchain. É um campo emergente exclusivo do mercado de criptomoedas, com os traders usando-o para prever melhor os movimentos do mercado e avaliar o sentimento do mercado. Em última análise, os traders usam a análise on-chain para identificar as razões pelas quais diferentes participantes do mercado estão comprando e vendendo, como mineradores vendendo para pagar suas contas ou fundos de hedge obtendo lucros.

Com a análise on-chain, os traders procuram ver como os diferentes players do mercado estão se comportando, como investidores institucionais, bolsas, mineradores e traders de varejo. Eles usam uma variedade de sinais, incluindo saldos de carteira, inatividade de moedas e volume de transações.

A sigla vem de Unspent transaction output (UTXO). O UTXO é o termo técnico para a quantidade de moeda digital que permanece após uma transação de criptomoeda. Você pode pensar nisso como o troco que você recebe depois de comprar um item, mas na verdade é uma saída de transação no banco de dados gerado pela rede para permitir transações de troco não exatas.

A parte de toda a criptomoeda não gasta em uma transação é usada como medida contábil. Como a contabilidade de dupla entrada, cada transação tem uma entrada e uma saída.

Uma transação de criptomoeda é uma transferência de informações dentro de um banco de dados. A criptomoeda é dividida em pequenos pedaços, que são armazenados em todo o banco de dados e chamadas de saídas de transação não gastas. Quase todas as transações criam UTXO porque a maioria não está em incrementos de números inteiros.

Isso significa que o gasto não usa nenhum dado. Em vez disso, várias frações de criptomoeda são recuperadas para atender a uma solicitação de gastos.

Objetivos do modelo UTXO

O modelo UTXO é usado em muitas criptomoedas porque permite que os usuários rastreiem a propriedade de todas as partes dessa criptomoeda. Como as criptomoedas foram criadas com o anonimato em mente, os UTXOs são associados aos endereços públicos visíveis para toda a rede.

Os usuários não podem ser identificados a partir de sua propriedade – a menos que anunciem seu endereço – mas o modelo permite transparência por meio dos endereços.

O modelo UTXO permite que os nós do Bitcoin verifiquem com eficiência todas as transações em blockchain. Quando um nó recebe uma transação, seja no mempool ou como parte de um bloco, ele pode verificar se os UTXOs gastos são válidos e não gastos. É essa capacidade que permite que o Bitcoin resolva o problema do gasto duplo sem depender de terceiros confiáveis.

Fonte: Blockchain.com

Portanto, o modelo UTXO permite que todos os nós do Bitcoin revelem o número de BTCs disponíveis a qualquer momento. Isso permite que qualquer pessoa audite a oferta total do Bitcoin, a fim de garantir que a política monetária do Bitcoin esteja sendo respeitada.

As informações contidas neste texto são de responsabilidade do autor e não necessariamente refletem as posições do Cointelegraph Brasil, assim como não podem ser consideradas uma recomendação de investimento.

LEIA MAIS



Source link

Share to...