BTC, ETH, BNB, ADA, XRP, SOL, DOGE, DOT, LEO, AVAX


A queda acentuada nas criptomoedas puxou a capitalização total do mercado de criptomoedas abaixo de US$ 900 bilhões. De acordo com o CoinGoLive, 72 dos 100 principais tokens caíram mais de 90% em relação a suas máximas históricas. Em comparação, as 10 principais moedas tiveram um desempenho superior durante a temporada, caindo uma média de 79% em relação à sua máxima histórica.

O Bitcoin (BTC) caiu mais de 70% de sua máxima histórica, mas os touros estão lutando para conter o declínio. Jurrien Timmer, diretor de macro global da Fidelity, destacou que o Bitcoin pode estar “mais barato do que parece” considerando a métrica da relação preço-rede, que é semelhante à relação preço-lucro usada no mercado de ações para avaliar uma ação.

Desempenho diário do mercado de criptomoedas. Fonte: Coin360

O investidor bilionário Mark Cuban disse em entrevista à Fortune que projetos sem perspectivas de negócios válidas desaparecerão à medida que os mercados de baixa tiverem um efeito de limpeza no mercado. No entanto, ele acrescentou que a inovação no setor de criptomoedas provavelmente continuará durante a desaceleração do mercado.

O Bitcoin e as principais altcoins podem manter seus respectivos níveis de suporte? Vamos estudar os gráficos das 10 principais criptomoedas para descobrir.

BTC/USDT

Os touros estão tentando manter o Bitcoin acima do suporte psicológico de US$ 20.000, mas estão enfrentando forte resistência em US$ 23.362. Isso sugere que os ursos não desistiram e que continuam vendendo em altas.

Gráfico diário de BTC/USDT. Fonte: TradingView

Quanto maior o tempo gasto perto de US$ 20.000, maior a possibilidade de um rompimento abaixo dele. Se os ursos baixarem o preço abaixo de US$ 20.000, o par BTC/USDT poderá testemunhar uma venda de pânico. Isso poderia puxar o preço para US$ 17.500 e depois para US$ 16.000.

O único raio de esperança para os compradores é que o índice de força relativa (RSI) caiu em níveis profundamente sobrevendidos. Isso sugere que um rali de alívio é possível no curto prazo. Se os touros elevarem o preço acima de US$ 23.362, o par poderá subir para a média móvel exponencial de 20 dias (EMA) (US$ 26.574).

ETH/USDT

O Ether (ETH) está em um aperto firme de urso. Os touros compraram a queda para US$ 1.014 em 15 de junho, como visto na cauda longa no condle do dia. No entanto, a recuperação durou pouco, pois os ursos reduziram o preço abaixo de US$ 1.100 em 16 de junho.

Gráfico diário de ETH/USDT. Fonte: TradingView

Se os ursos baixarem o preço abaixo de US$ 1.000, a pressão de venda pode acelerar e o par ETH/USDT pode cair para US$ 900. Embora as médias móveis descendentes indiquem vantagem para os ursos, o nível profundamente sobrevendido no RSI sugere que um rali de alívio pode estar chegando.

Os touros terão que empurrar e sustentar o preço acima de US$ 1.268 para iniciar uma recuperação sustentada. Acima desse nível, o par pode subir para a EMA de 20 dias (US$ 1.547), onde os ursos podem novamente montar uma forte resistência.

BNB/USDT

O BNB está se consolidando perto do suporte crucial de US$ 211 desde 13 de junho. Os touros começaram uma recuperação em 15 de junho, mas fracassaram em US$ 237 em 16 de junho.

Gráfico diário de BNB/USDT. Fonte: TradingView

Se o preço cair abaixo da zona de suporte de US$ 211 a US$ 198, o par BNB/USDT poderá iniciar a próxima etapa da tendência de baixa. O par pode deslizar para US$ 186 e depois cair em direção ao forte suporte de US$ 150.

Por outro lado, se o preço se recuperar do suporte de US$ 211, os compradores tentarão impulsionar o par acima de US$ 237. Se tiverem sucesso, o par poderá subir para a EMA de 20 dias (US$ 265). Este é um nível importante a ser observado porque um rompimento e fechamento acima dele sugerirão que o par pode ter chegado ao fundo do poço.

ADA/USDT

Cardano (ADA) recuperou US$ 0,44 em 14 de junho e os touros elevaram o preço para a EMA de 20 dias (US$ 0,54) em 15 de junho. Os ursos defenderam esse nível agressivamente e o preço caiu em 16 de junho.

Gráfico diário de ADA/USDT. Fonte: TradingView

O preço está preso entre a EMA de 20 dias e US$ 0,44, mas é improvável que essa negociação de intervalo apertado continue por muito tempo. Se os compradores impulsionarem o preço acima da EMA de 20 dias, o par ADA/USDT poderá subir para a média móvel simples (SMA) de 50 dias (US$ 0,59). Um rompimento acima desse nível pode abrir as portas para um possível rali para a zona aérea entre US$ 0,69 e US$ 0,74.

Alternativamente, se o preço for rejeitado e cair abaixo de US$ 0,44, isso sugerirá que os ursos estão de volta ao jogo. Um rompimento e fechamento abaixo de US$ 0,40 pode iniciar a próxima etapa do movimento descendente.

XRP/USDT

O Ripple (XRP) recuperou US$ 0,29 em 14 de junho e atingiu US$ 0,35 em 15 de junho, o que acabou sendo uma forte resistência. Os compradores estão novamente tentando empurrar o preço acima de US$ 0,35.

Gráfico diário de XRP/USDT. Fonte: TradingView

Se eles conseguirem fazer isso, o par XRP/USDT poderá subir para o nível de rompimento de US$ 0,38. Este é um nível importante para ficar de olho, porque um rompimento e um fechamento acima dele podem abrir caminho para um possível rali para a SMA de 50 dias (US$ 0,44). A divergência positiva no RSI indica que os ursos podem estar perdendo o controle.

Ao contrário dessa suposição, se o preço for rejeitado no nível atual e cair abaixo de US$ 0,29, isso sugerirá a retomada da tendência de baixa. O próximo suporte no lado negativo é de US$ 0,24.

SOL/USDT

Solana (SOL) tentou uma recuperação em 15 de junho, que atingiu uma barreira no nível de rompimento de US$ 35. O preço caiu em 16 de junho, mas os touros estão tentando defender o nível em US$ 30.

Gráfico diário de SOL/USDT. Fonte: TradingView

Os compradores farão mais uma tentativa de empurrar o preço acima da zona aérea entre US$ 35 e a EMA de 20 dias (US$ 37). Se forem bem-sucedidos, o par SOL/USDT poderá subir para a SMA de 50 dias (US$ 52).

Por outro lado, se o preço cair da zona aérea, isso sugerirá que os ursos continuam vendendo em níveis de resistência. Os ursos tentarão afundar o par abaixo de US$ 26 e retomar a tendência de baixa. O próximo suporte no lado negativo é de US$ 22 e depois de US$ 20.

DOGE/USDT

Dogecoin (DOGE) está se consolidando em uma tendência de baixa. Os compradores defenderam o nível psicológico em US$ 0,05 e tentaram um rali de alívio em 15 de junho, mas não conseguiram sustentar os níveis mais altos. Isso sugere que os ursos continuam vendendo em ralís.

Gráfico diário de DOGE/USDT. Fonte: TradingView

Os compradores estão tentando deter o declínio próximo a US$ 0,06 em 17 de junho. Se tiverem sucesso, o par DOGE/USDT poderá retomar sua recuperação.

Um rompimento acima da máxima intradiária de 15 de junho pode abrir caminho para um possível rali para a EMA de 20 dias (US$ 0,07). Se os touros superarem essa barreira, o par DOGE/USDT poderá subir para a SMA de 50 dias (US$ 0,09).

Ao contrário dessa suposição, se o preço cair e romper abaixo do suporte crítico em US$ 0,05, isso sugerirá o início da próxima perna da tendência de baixa. O par poderia então cair para US$ 0,04.

DOT/USDT

O Polkadot (DOT) subiu acentuadamente em 15 de junho e atingiu a EMA de 20 dias (US$ 8,62), mas os touros não conseguiram superar essa resistência. Isso indica que os ursos estão ativos em níveis mais altos.

Gráfico diário de DOT/USDT. Fonte: TradingView

O preço caiu acentuadamente em 16 de junho e caiu perto da zona crítica de suporte entre US$ 7,30 e US$ 6,36. Espera-se que os compradores defendam essa zona de forma agressiva porque uma falha em fazê-lo pode retomar a tendência de baixa para US$ 4,23.

Se o preço se recuperar da zona de suporte, isso sugerirá acumulação em níveis mais baixos. Os compradores farão mais uma tentativa de empurrar o preço acima da EMA de 20 dias. Se eles conseguirem fazer isso, o par DOT/USDT poderá subir para a SMA de 50 dias (US$ 10,54).

LEO/USD

UNUS SED LEO (LEO) continua a negociar dentro do canal descendente. Os ursos puxaram o preço abaixo das médias móveis em 15 de junho, mas não conseguiram estender o declínio para a linha de suporte.

Gráfico diário de LEO/USD. Fonte: TradingView

Os compradores estão tentando empurrar o preço de volta para as médias móveis. Se o preço cair a partir dessa resistência, isso pode aumentar as perspectivas de um novo teste da linha de suporte do canal. Um rompimento e fechamento abaixo desse nível pode intensificar as vendas.

Por outro lado, se os compradores elevarem o preço acima das médias móveis, o par LEO/USD poderá subir para a linha de resistência. Este é um nível importante para os ursos defenderem, porque um rompimento e fechamento acima dele pode sugerir o início de um novo movimento ascendente para US$ 6,25.

AVAX/USDT

Avalanche (AVAX) está se consolidando em uma tendência de baixa e os touros estão tentando defender o suporte em US$ 14,50. Os compradores tentaram empurrar o preço para o nível de rompimento de US$ 21,35 em 16 de junho, mas os níveis mais altos continuam atraindo vendas.

Gráfico diário de AVAX/USDT. Fonte: TradingView

Se o preço cair e romper abaixo de US$ 14,50, isso pode sinalizar o início da próxima perna da tendência de baixa. O par AVAX/USDT pode então cair para US$ 13.

Pelo contrário, se os touros defenderem com sucesso o suporte de US$ 14,50, o par poderá fazer outra tentativa de subir para US$ 21,35. Este é um nível importante a ser observado, porque os ursos tentarão transformá-lo em resistência e puxar o par para US$ 14,50.

Os compradores terão que empurrar e sustentar o preço acima da EMA de 20 dias (US$ 21,94) para sinalizar uma possível mudança de tendência.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco. Você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

Os dados de mercado são fornecidos pela exchange HitBTC.

VEJA MAIS:



Source link

Share to...