Balneário Camboriú lança projeto de criptomoeda e quer ser cidade pioneira na América Latina



Balneário Camboriú, em Santa Catarina, promete ser a primeira cidade tokenizada da América Latina, o que deve acontecer em setembro com o lançamento de uma criptomoeda exclusiva para pagamentos e recebimentos na badalada cidade do litoral norte do estado catarinense, por meio do BC Token.

À frente do projeto está a IHit Full HUB, uma startup com foco em soluções  inteligentes para o posicionamento digital e vendas online, que promete colocar o BC Token em circulação  para utilização no dia a dia do comércio local, além da aquisição de bens e serviços; já a criação do token foi feita pela Wayne Soluções Digitais.

“Pensado para fazer parte do dia a dia financeiro de qualquer pessoa na cidade, de turistas a comerciantes, passando por investidores, o BC Token vai se valorizar à medida que ganhar volume de mercado, da mesma maneira que aconteceu com moedas digitais como o Bitcoin, por exemplo”, explicou o empresário e CEO da IHit, Anderson de Almeida.

De acordo com o executivo, a plataforma do utility token (token de utilidade) também vai suportar funções comerciais conectadas ao metaverso, como visitas virtuais a imóveis na cidade para compra, venda ou locação; vantagens como descontos nas transações de turismo e entretenimento em Balneário Camboriú; a possibilidade de trocar o token a qualquer momento para o real.

“O BC Token, será um ativo, e também uma plataforma de NFT´s para o metaverso com imagens geradas pelos próprios usuários com ferramentas tecnológicas acessíveis.  Balneário Camboriú é o nosso laboratório, vamos inovar nesta cidade que é vanguardista por natureza, mas os planos da iHit Full HUB é ativar moedas virtuais em outros municípios do Brasil ainda este ano”, acrescentou Anderson. 

A startup também prometeu uma pré-venda em, no máximo, 60 dias aos interessados em adquirir o BC Token com valor inferior ao de lançamento, previsto para acontecer um setembro, quando os criptoativos poderão ser negociados através das plataformas das exchanges descentralizadas (DEX).

Enquanto Balneário Camboriú se prepara para lançar o BC Token, a Câmara dos Deputados se aproxima da votação do projeto que prevê a regulamentação das criptomoedas no país, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS:

  • Relatório: US$ 300 bilhões em alimentos serão rastreados usando blockchain e IoT até 2027
  • Bitcoin, Ethereum, Ripple, Bitcoin Cash, EOS, Litecoin, Cardano, Stellar, IOTA, TRON: Análise de preços, 03 de agosto
  • Dona do WeChat, Tencent pede registro no Brasil de assistente virtual que também gerencia wallet de Bitcoin
     

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...