Mercado Bitcoin, Bitfy e Brasil Bitcoin anunciam listagem de 5 novas criptomoedas



A Clearbook, agora chamada de MB Tokens Equity, empresa do mesmo ecossistema do MB, lançou sua nova oferta, a WeConecta, em 13 de junho. A healthtech pretende captar R$ 250 mil, para investir em tecnologia, melhoria da experiência do usuário e suporte aos clientes.

A WeConecta, uma plataforma de saúde digital para empresas públicas ou privadas que procuram promover bem-estar e diminuir custos com saúde, está no mercado há 9 meses e segue o modelo de negócio baseado em uma assinatura anual que varia de acordo com a quantidade de pessoas que serão rastreadas e monitoradas – para o cliente final não há nenhum custo.

De acordo com Vitor Delduque, diretor de Novos Negócios do MB Tokens, a startup foi selecionada após se inscrever na plataforma e passar por criteriosas avaliações, que detectaram grande potencial na empresa.

“Apoiar startups com iniciativas inovadoras e que estão alinhadas com os propósitos do MB Tokens, como a WeConecta, faz parte da nossa missão “, conclui Delduque. 

Combinando o uso de tecnologia com o desejo de mudar o alarmante cenário de doenças crônicas no Brasil, a WeConecta utiliza inteligência artificial para a prevenção de doenças não comunicáveis.

Para isso, realiza uma triagem efetiva, através do “WhatsApp”, de fácil acesso à toda a população, onde a Victória – sua assistente virtual – colhe informações e depois envia um escore de comportamento de saúde com recomendações personalizadas.

O processo acontece em alta escala, devido a algoritmos proprietários de análise aliado à aprendizagem de máquina (machine learning), com dados baseados em comportamentos atuais e fatores de risco populacionais para doenças crônicas não transmissíveis.

O objetivo da startup é aumentar exponencialmente o número de diagnósticos precoce de doenças não comunicáveis (câncer), usando inteligência artificial para o engajamento. 

Dra. Maira Caleffi, fundadora e consultora técnica do projeto cita que “investimentos em ações primárias de prevenção e rastreamento são muito importantes para salvar vidas e reduzir custos com a saúde”.

Ela ainda lembra que “novas tecnologias facilitam o acesso à informação de qualidade, e podem contribuir para uma mudança de comportamento impactando na redução de até 80% dos fatores de risco através de hábitos mais saudáveis”.

Brasil Bitcoin

Já a Brasil Bitcoin listou dois novos ativos do universo cripto que estão em alta: The Graph e Amp. A estratégia com essa inserção visa dar mais oportunidades para seus investidores diversificarem ainda mais suas carteiras.

“Decidimos listar dois novos criptoativos em nossa plataforma, para que nossa base de usuários possa escolher entre as mais de 30 opções de criptoativos que estão disponíveis na Brasil Bitcoin. Introduzimos esses criptoativos em nossa plataforma, pois acreditamos que uma carteira saudável deve ser diversificada com bons projetos”, conta Marco Castellar, CEO da Brasil Bitcoin.

Bitfy

A Bitfy também anunciou a inclusão de novas criptomoedas em sua plataforma: Decentraland (MANA) e The Sandbox (SAND). Com a chegada dos novos tokens, todos os clientes da Bitfy terão duas novas opções de criptoativos para aplicarem seus investimentos.

“Na Bitfy, trabalhamos sempre atentos a todas as demandas de mercado no que se refere à investimentos em criptomoedas. Com o avanço da tecnologia e do Metaverso, é com muito orgulho que anunciamos as criptomoedas SAND e MANA como novos produtos em nossa plataforma, permitindo que nossos usuários estejam sempre atualizados e próximos a tudo que for novidade no segmento de criptoativos”, afirma Lucas Schoch, CEO e fundador da Bitfy.

Além dos lançamentos do MANA e SAND, outras criptomoedas podem ser adquiridas no SuperApp Bitfy, na loja do Google Play ou Apple Store. Confira a lista completa: Bitcoin, Ethereum, Cardano, entre outros.

“Nosso propósito é permitir ao usuário que ele seja o verdadeiro dono das suas criptomoedas, obtendo autonomia para realizar os seus próprios investimentos. Ou seja, ao disponibilizarmos MANA e SAND, queremos, ainda mais, unir a força de grandes criptoativos à liberdade que nosso cliente possui de estar atualizado e acessível a tudo que se refere ao mercado financeiro e de criptomoedas”, conclui Schoch. 

Conheça as novas criptomoedas listadas

O que é Decentraland?

Decentraland é uma plataforma de metaveso criada em 2015. A Decentraland permite aos usuários criarem avatares, obras de arte, comprarem lotes de terreno para que possam futuramente navegar, monetizar e construir dentro da plataforma.

Seu utility token MANA, pode ser utilizado para adquirir uma vasta gama de avatares, vestimentas e uma infinidade de outros produtos disponibilizados dentro da própria plataforma.

De acordo com o portal CoinMarketCap, no Metaverso, o Decentraland está dividido em 90.601 pacotes individuais de Terreno, sendo cada área com 256m² e pode ser encontrada numa determinada coordenada da realidade virtual.

O que é The Sandbox?

O The Sandbox é uma plataforma de metaverso criada em 2019 pela Pixowl, introduz a tecnologia blockchain no mundo dos jogos, permitindo aos usuários criar, construir, comprar e vender ativos digitais na forma de jogo.

Desenvolvido no modelo Play to Earn, o projeto permite aos usuários serem, simultaneamente, criadores e jogadores, contribuindo diretamente para o desenvolvimento do mesmo. O The Sandbox também possui seu próprio utility token, o SAND, para facilitar as transações dentro da plataforma.

O que é The Graph?

The Graph é um software de código aberto usado para coletar, processar e armazenar dados de vários aplicativos blockchain para facilitar a recuperação de informações. Originalmente lançado no blockchain Ethereum, a missão do The Graph é ajudar os desenvolvedores a usar dados relevantes para aumentar a eficiência de seu aplicativo descentralizado (dapp).

O Graph analisa e reúne dados do blockchain antes de armazená-los em vários índices, chamados Subgraphs, permitindo que qualquer aplicativo envie uma consulta ao seu protocolo e receba uma resposta imediata.

As consultas são feitas por dapps por meio do GraphQL, uma linguagem amplamente usada originalmente criada pelo Facebook para coletar dados para o feed de notícias de um usuário. Os usuários do Graph que prestam serviços à rede, chamados indexadores e delegadores, ajudam a processar os dados e os repassam aos usuários finais e aplicativos.

O que é AMP?

Amp (AMP) é um token Ethereum que visa “garantir pagamentos na Flexa Network, tornando-os instantâneos e seguros”. Se um pagamento em BTC ou ETH falhar devido a tempos de transação não confirmados ou longos, “o colateral do Amp pode ser liquidado para cobrir perdas” enquanto o fornecedor recebe o pagamento em moeda fiduciária, potencialmente fornecendo maiores garantias para ambas as partes.

LEIA MAIS



Source link

Share to...