Venda de criptomoedas por detentores de longo prazo indica pânico entre os veteranos, revela plataforma de análise



Uma fórmula simples, mas que pode revelar muito em relação ao sentimento dos investidores de criptomoedas, em especial os ‘hodlers’, nome pelo qual ficaram conhecidos os detentores de longo prazo, versão alterada do holder (detentor) em 2013 por um investidor embriagado que acabou criando um meme ao inverter as letras “l” e “d”.

O cálculo em questão é o indicador Spent Output Profit Ratio (SOPR), que em português pode ser resumido como o índice de lucro obtido pela divisão entre o valor vendido pelo valor comprado. Para o plataforma de análise Glassnode, o SOPR acendeu o sinal de alerta ao indicar que muitos hodlers começaram a “jogar a toalha.”

O índice é simples, uma vez que o coeficiente SOPR será maior do que “1” toda vez que o valor de venda for maior do que o valor de compra, o que, no mercado de baixa é mais comum entre os hodlers, que resistem por mais tempo em posse de suas criptomoedas aguardando um momento de lucro para liquidar seus criptoativos. 

De acordo com os dados on-chain da Glassnode, o mercado de baixa prolongado das criptomoedas e as projeções não animadoras para o futuro já aparecem no SOPR que, segundo o monitoramento, revela um sentimento de “pânico” também entre os veteranos, que começam abandonar suas posições. 

A conclusão da Glassnode se fundamenta na diminuição do coeficiente SOPR, sinalizando que o sentimento de lucro de longo prazo deu lugar à desistência, à venda abaixo do valor de compra, fenômeno conhecido nas finanças como capitulação. O que não quer dizer que todos os hodlers estão desistindo.

“O pensamento era de não se preocupar porque os investidores de longo prazo seriam firmes. Começamos a ver os detentores de longo prazo vendendo também. De acordo com dados on-chain, alguns deles parecem estar vendendo em pânico, saindo abaixo do custo”, disse a estrategista chefe da Genesis Global, Noelle Acheson, em entrevista.

Em momentos de pânico, já que uma bolha catastrófica estaria prestes a explodir na economia global, sangue frio pode ser um diferencial para ajudar a enxergar o fundo do poço do Bitcoin (BTC), que funciona como uma bússola para o mercado de criptomoedas. Este parece ser o caso do ex-executivo do Goldman Sachs, Raoul Pal, que abriu o jogo e revelou sua estratégia de investimento no momento de baixa.

Peter Brandt, um trader que ficou famoso ao prever o inverno cripto de 2018, também está de olho na movimentação da principal criptomoeda do mercado. O veterano não ficou de enrolação e revelou o fundo do poço do Bitcoin e quando será novo recorde histórico do BTC, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil. 

LEIA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Source link

Share to...