More
    InícioVIROU NOTÍCIAQuando começou a campanha?, diz lutadora antes de desistir de eleição

    Quando começou a campanha?, diz lutadora antes de desistir de eleição

    Publicidade - OTZAds

    Entre as mulheres candidatas com baixa votação nas disputas anteriores e que, agora, tentam registrar suas candidaturas, o UOL encontrou uma lutadora de MMA: a atleta Rayanne Amanda Carmo, 27, do Pará.

    Ela faz dezenas de postagens nas redes sociais todos os dias mostrando sua rotina de esportista, em preparação para campeonatos. Uma semana depois do início oficial da campanha (16 de agosto), não havia qualquer indício de que ela era uma das candidatas do PSD, partido de Gilberto Kassab, para concorrer a uma vaga na Câmara.

    Publicidade - OTZAds

    Essa situação permaneceu até o início da segunda semana de campanha.

    View this post on Instagram

    A post shared by Rayanne Dos Santos (@rayanne_amanda1)

    O UOL a localizou em Las Vegas, nos EUA, participando de uma competição e em busca de um contrato, em 22 de agosto. Ela se preparava para disputar uma luta no dia seguinte. Segundo ela e seu empresário, o PSD a informou que houve problemas com sua documentação no cartório eleitoral. “Vim para fazer uma luta importante para conseguir o contrato do UFC”, contou ela.

    “O partido entrou em contato dizendo que estava dando alguma coisa errada. Aí eu falei: ‘Tudo bem’ até porque eu vou lutar amanhã [terça-feira, 23/8] aqui em Las Vegas.”

    Não estou me preocupando com isso, saca?”
    Rayanne, lutadora candidata a deputada federal

    Em 22 de agosto, o UOL perguntou se ela estava fazendo campanha, mas Rayanne disse que não sabia que o início da propaganda eleitoral começou no dia 16 daquele mês.

    Não estava fazendo campanha, não. Estou nos EUA. Eu só ia divulgar se voltasse para o Brasil. Quando foi que começou a campanha aí?”
    Rayanne

    Em 2020, a atleta concorreu a vereadora em Belém (PA). Não teve nenhum voto e não teve nenhum gasto nas eleições. Em 2016, declarou R$ 300 em gastos: teve 579 votos. Em todas as disputas, declarou não possuir nenhum patrimônio.

    Na conversa com o UOL, Rayanne repassou o telefone para Max Marcelo Santos, seu empresário. Segundo ele, a baixa votação de dois anos atrás se deve ao fato de ela ter se machucado lutando.

    “Na campanha de vereadora da Rayanne deu problema porque a Rayanne foi lutar”, iniciou ele. “A gente tem isso filmado, documentado. Quando ela voltou machucada do joelho, até quebrou o nariz e não pôde continuar a campanha de vereador. Só que o partido não fez a… prestação de contas. O erro foi do partido.”

    Por mensagem de celular, Santos complementou dizendo que a lesão em 2020 fez Rayanne tomar uma decisão: “abriu mão da candidatura, ok?”.

    A reportagem perguntou a Santos se a campanha da atleta era para valer ou se era apenas para cumprir a cota feminina. “Sobre candidaturas laranjas, aí já é você que está falando, e sobre conta feminina, Rayanne nunca se colocaria para cumprir conta”, respondeu ele, em outra mensagem.

    Em 19 de agosto, o Ministério Público contestou a candidatura da atleta a deputada federal porque ela não teria prestado contas nas últimas eleições municipais. Dias depois da contestação e da entrevista concedida ao UOL, Rayane desistiu de concorrer. A renúncia foi aceita pela Justiça Eleitoral.

    O UOL pediu esclarecimentos ao PSD, mas não os obteve. Eles serão publicados se forem recebidos.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Must Read

    spot_img
    Share to...