Cotado para ministro da Saúde, David Uip recusa invitação para integrar equipe de transição – Notícias
POLÍTICA

Cotado para ministro da Saúde, David Uip recusa invitação para integrar equipe de transição – Notícias



O médico David Uip, secretário de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde do Estado de São Paulo, recusou o invitação da equipe de governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para fazer secção do grupo temático sobre saúde durante a transição. O infectologista é cotado para assumir o Ministério da Saúde a partir de 2023.


A decisão foi comunicada em nota enviada nesta quarta-feira (9) ao vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), que lidera a transição do Governo Federalista. Na justificativa, Uip disse que se sentiu honrado com o invitação, mas que vai se destinar a assuntos pessoais e familiares no momento.



Apesar disso, o médico se comprometeu a contribuir com a equipe de transição, dando informações sobre projetos que ele coordenou em São Paulo e que, na sua visão, poderiam ser implementados nacionalmente.


Em 28 de outubro, o médico se desfiliou do PSDB depois 27 anos no partido. Ele também alegou questões pessoais para a desfiliação e disse que considera que sua missão no partido foi cumprida.


Grupo temático da saúde


Na terça-feira (8), Geraldo Alckmin chegou a anunciar David Uip porquê secção do grupo que cuidará da temática da saúde. A equipe será coordenada pelo senador Humberto Costa (PT-CE) e também terá a participação dos ex-ministros Arthur Chioro e José Gomes Temporão e do deputado federalista Alexandre Padilha (PT-SP). Nos próximos dias, deve ser anunciado um novo nome para o lugar do infectologista. 


Mais cedo, Humberto Costa defendeu uma atualização do programa Mais Médicos e destacou a possibilidade, avaliada pela equipe, de se condicionarem benefícios sociais a vacinas e exames médicos.


“Nossa teoria é ter uma ação articulada com a superfície de assistência social, para que os benefícios de transferência de renda voltem a ter a essa vinculação com a consulta de gestantes e com o cartão de vacinação das crianças”, explicou.

Leave feedback about this