mais de 100 milénio cidadãos têm recta ao PIS/Pasep
EMPREGOS

mais de 100 milénio cidadãos têm recta ao PIS/Pasep


Os trabalhadores que atuaram de carteira assinada entre os anos de 2016 e 2020 podem ter valores a receber provenientes do abono salarial do PIS/Pasep. É o seu caso? Fique sisudo, pois o pagamento foi liberado pela Caixa Econômica Federalista em outubro deste ano e segue disponível. Saiba porquê consultar para prometer o seu.

Leia mais: Saque TRIPLO do PIS/Pasep está disponível em novembro; veja quem pode

O pagamento vale para aqueles que trabalharam de carteira assinada e atenderem aos requisitos para receber o abono salarial. Cada trabalhador pode receber até um salário mínimo, sendo R$ 1.212. O valor do favor vai depender da quantidade de meses trabalhados ao longo do ano-base.

Pagamento liberado

O PIS/Pasep teve os valores liberados para muro de 1 milhão de cidadãos.

O valor do abono salarial disponível agora diz reverência às quantias de anos passados que não foram sacadas. Sendo assim, podem ter aproximação todos aqueles trabalhadores que não movimentaram os valores referentes aos anos de 2016 e 2020.  A questão é que muitos deles sequer tem conhecimento de que podem receber tais quantias.

Para saber quanto irá receber, o trabalhador deve considerar os meses trabalhados no ano de referência. Assim, o mínimo é de R$ 101 para quem exerceu a atividade por unicamente um mês, e chega a R$ 1.212 para quem trabalhou o ano pleno.

De concórdia com dados da Caixa Econômica Federalista, mais de 100 milénio trabalhadores ainda não sacaram o benefícios. O prazo para sacar o valor vai até o dia 29 de dezembro.

Veja quais são os critérios para ter recta ao abono salarial do PIS/Pasep:

  • Estar inscrito nos programas do PIS/PASEP há, pelo menos, cinco anos;
  • Ter trabalhado com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias consecutivos ou não;
  • Ter recebido até dois salários mínimos, em médicas, no ano-base;
  • Ter os dados trabalhistas informados e atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

A Caixa fez um levantamento que apontou o valor médio disponível para os brasileiros. É de muro de R$ 398,99 por profissional, mas é evidente que alguns têm quantias muito supra disso.

Veja os números com base no tempo de atuação:

  • 1 mês trabalhado – R$ 101;
  • 2 meses trabalhados – R$ 202;
  • 3 meses trabalhados – R$ 303;
  • 4 meses trabalhados – R$ 404;
  • 5 meses trabalhados – R$ 505;
  • 6 meses trabalhados – R$ 606;
  • 7 meses trabalhados – R$ 707;
  • 8 meses trabalhados – R$ 808;
  • 9 meses trabalhados – R$ 909;
  • 10 meses trabalhados – R$ 1.010;
  • 11 meses trabalhados – R$ 1.111;
  • 12 meses trabalhados – R$ 1.212.

Leave feedback about this