Papo Preto #104: porquê o humor atrapalha condenações por crimes de racismo – 12/11/2022
NOTÍCIAS URGENTES

Papo Preto #104: porquê o humor atrapalha condenações por crimes de racismo – 12/11/2022



O Observatório da Discriminação Racial no Futebol de 2021 revelou que, de 2016 a 2019, os casos de racismo contra jogadores negros aumentaram ano em seguida ano. Esse número só caiu em 2020 porque na pandemia de covid-19 os estádios não receberam torcida. Em 2021, no entanto, voltou a crescer. Quando um caso desses acontece sempre acaba em polêmica porque alguns consideram as manifestações em estádios porquê brincadeiras, o que relativiza o racismo.

A esse fenômeno Adilson Moreira dá o nome de ‘racismo recreativo’. Ele é técnico em Recta Antidiscriminatório, responsável de um livro com esse nome, da coleção Feminismos Plurais, e neste incidente de Papo Preto explica o termo em mais um programa da série Léxico Preto.

Moreira diz que o que acontece no campo de futebol é o mesmo que ocorre nos programas de humor. “O que eu chamo de racismo recreativo é um tipo de política presente no Brasil e em vários outros países que opera por meio do uso estratégico do humor racista”, diz ele a partir de 04:34 do registo supra.

“O humor racista permite que pessoas brancas e instituições controladas por pessoas brancas expressem desprezo, condescendência e ódio por pessoas não brancas, mas permite também que elas mantenham uma imagem social positiva, porque acredita-se que todo e qualquer tipo de humor é benigno inclusive o humor racismo”, continua.

O técnico diz que jogadores negros são sempre vítimas de bananas porque isso não é só uma forma de ofender esses jogadores ou fabricar tensão emocional e também não ocorre, em hipótese alguma, unicamente pelo indumentária de estarem em um envolvente de recreação. “É uma forma de se declarar superioridade. Esse ato de jogar banana significa ‘eu, branco, estou me afirmando porquê ser humano. Você, preto, não é humano e não deveria estar nesse espaço’ (a partir de 21:51 do registo supra).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Psique Preta, uma filial de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no conduto do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.



Leave feedback about this