pontos importantes sugeridos pelo novo governo
EMPREGOS

pontos importantes sugeridos pelo novo governo


O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), enviou ao Congresso Vernáculo um documento com as linhas gerais da Proposta de Emenda à Constituição conhecida porquê PEC da Transição. O projecto do novo governo é prometer a aprovação do projeto ainda em 2022.

Leia mais: Auxílio Brasil será antecipado para ESTE grupo. Calendário completo já está disponível

A PEC da da Transição retira algumas despesas essenciais para o primeiro procuração de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) do teto de gastos, atualmente a principal âncora fiscal do país. A regra limita o aumento das despesas do governo federalista à inflação do ano anterior.

A seguir, confira alguns pontos importantes sobre o documento guiado pela equipe.

Por que ela é necessária?

O teto de gastos cria uma trava na máquina pública sob o argumento da responsabilidade fiscal, o que limita a geração de medidas em áreas porquê ensino e assistência social. Uma vez que não há espaço no Orçamento para executar suas promessas de campanha nesses campos, Lula precisou que encontrar recursos fora da regra.

A principal proposta do novo governo é manter o Auxílio Brasil (que voltará a se invocar Bolsa Família) em R$ 600 a partir de janeiro. Analistas calculam que o dispêndio será de R$ 175 bilhões, montante que não foi incluído por Jair Bolsonaro (PL) nas contas do próximo ano.

Na proposta inicial apresentada por Alckmin, o Auxílio Brasil é retirado do teto de gastos por tempo indeterminado. “Nós trouxemos uma proposta que não tem prazo. […] Não há nenhum cheque em branco, mas não tem sentido colocar na Constituição Brasileira um detalhamento […] a PEC dá o princípio que é o princípio do zelo com a rapaz e a erradicação da pobreza extrema”, defendeu o vice-presidente eleito.

Uma vez que o recurso será gasto?

Além de manter o valor do mercê nos atuais R$ 600, os recursos da PEC serão usados para produzir um suplementar de R$ 150 por família beneficiária do programa composta por rapaz menor de seis anos. De pacto com senador eleito e membro do time de transição, Wellington Dias (PT), serão gastos “R$ 18 bilhões para o auxílio de R$ 150 por rapaz”.

Ao excluir todas as despesas com o Auxílio Brasil do teto, o governo abre um “espaço” de R$ 105 bilhões no Orçamento. Esse verba possivelmente será aplicado em programas porquê “Farmácia Popular, saúde indígena, retomada de obras e políticas de habitação”, disse o diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), Daniel Couri.

Quais são os riscos?

O maior risco gerado pela PEC da Transição é a incerteza sobre porquê o pagamento do aumento nos gastos será feito. O governo eleito ainda não apontou porquê o financiamento da dívida ocorrerá e se virá, por exemplo, de uma reforma tributária ou do aumento de impostos.

Especialistas acreditam que limitar a medida por um ano seria menos aventuroso, já que sua prorrogação eleva as chances de deterioração das contas públicas.

“A tensão do mercado não está tão relacionada ao Bolsa Família, porque ambos os candidatos prometeram aumentá-lo para 2023. A tensão e a preocupação passam mais pelo tamanho do aumento de gastos e pela incerteza sobre porquê financiar isso nos próximos anos”, pontua Couri.

Para tranquilizar o mercado, Dias garantiu que a equipe de Lula quer “trabalhar com muita responsabilidade fiscal”. “A responsabilidade fiscal já foi praticada pelo presidente eleito […] A núcleo é o executar com a responsabilidade […] (durante o governo Lula) o Brasil teve o maior proporção de cumprimento de regras fiscais da história e isto nós, novamente, vamos buscar”, completou.

Leave feedback about this