Presidente do São Paulo parece viver em uma veras paralela
NOTÍCIAS URGENTES

Presidente do São Paulo parece viver em uma veras paralela



O São Paulo viu as chances de vaga na Libertadores diminuírem ao perder para o Internacional no Morumbi na penúltima rodada do Brasileirão e o presidente Julio Casares abriu a entrevista coletiva ao lado do técnico Rogério Ceni, mas o exposição do dirigente pareceu descolado da veras na opinião de Juca Kfouri.

No Posse de Globo #279, ao lado de Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi e Mauro Cezar Pereira, Juca labareda a atenção para os feitos apontados pelo presidente tricolor e comparou aos protestos antidemocráticos realizados pelos eleitores insatisfeitos que decidiram bloquear rodovias e marcar presença em frente a quartéis.

“A participação do presidente do São Paulo na entrevista do Rogério Ceni foi das coisas mais patéticas que eu vi nos últimos tempos. Ele me aparece com ar bom depois de mais um vexame e fala das finais que o São Paulo disputou, fala da ininterrupção de um trabalho que tem racionalidade. Eu me pergunto se ele também está na porta dos quartéis ou fazendo obstrução de estrada, porque ele também vive numa veras paralela”, diz Juca.

“É impressionante, porquê é que esse face tem a paciência de ir diante da torcida do São Paulo e fazer aquele exposição plácido, ele quase sorria, quase deu parabéns ao Rogério Ceni. E note que o Rogério Ceni sequer olha para ele uma vez e ele é citado três ou quatro vezes. O Rogério fica olhando para o vago, e ele repetia, repetia, parecia exposição de disco quebrado, eu fiquei horrorizado”.

Veja o que mais rolou de interessante na opinião dos comentaristas do UOL:

Arnaldo: São Paulo é uma frustração maior que o Atlético-MG no Brasílico

A enquete do Posse de Globo perguntou qual a maior taboca do Campeonato Brasílico, com o público votando em maioria no Atlético-MG, mas para Arnaldo Ribeiro o São Paulo decepcionou mais, já que não acredita no Galo ficando fora da próxima Libertadores, ao mesmo tempo em que não vê o time de Rogério Ceni se qualificar.

“O São Paulo é mais taboca que o Atlético-MG, o Atlético-MG vai à Libertadores, o São Paulo não vai à Libertadores, a combinação matemática do São Paulo é aquela do Oswald de Souza, não tem a menor possibilidade, esquece. O São Paulo é uma baita taboca, não ir para a Libertadores, não permanecer pelo menos em oitavo é o terceiro fracasso do ano pós decisão do Paulista, pós decisão da Sul-Americana, pós ter a oitava vaga no pescoço, que ele foi incapaz de segurar”.

Mauro Cezar: Taças não dão ao Flamengo o recta de jogar no modo banana

Vencedor da Libertadores e da Despensa do Brasil, o Flamengo não agradou ao torcedor com o desempenho das últimas três partidas do Brasileirão, justamente as seguintes à final da competição continental, mas o técnico Dorival Júnior minimizou o fator na entrevista coletiva depois de empatar com o lanterna Juventude. Mauro Cezar critica a postura do time e do treinador, avaliando uma urgência de reflexão para que o treinador não perdida a mão no comando do elenco.

“O Flamengo jogou uma partida patética, isso é incompatível, as taças não dão ao vencedor o recta de jogar no modo banana. Ao contrário, as taças impõem ao vencedor, ele tem que se impor jogando da melhor forma provável, é o trabalho dessas pessoas, eles são remunerados para isso, não é obséquio nenhum. Tem que respeitar o patrão, que é o torcedor, que compra ingresso. Foi muito infeliz o Dorival, precisa refletir sobre isso, mudar a postura, ele não pode continuar sendo refém de um grupo de jogadores”.

Arnaldo: Palmeiras desafiará ainda mais a submissão que tem do Abel

O Palmeiras conquistou o título brasílico de forma antecipada e agora tem pela frente o planejamento para a próxima temporada, incluindo uma questão pendurado em relação à renovação de contrato de Dudu, que cobrou publicamente a presidente Leila Pereira para a extensão do vínculo com o clube. Para Arnaldo Ribeiro, o duelo palmeirense é superar a submissão do técnico Abel Ferreira, inclusive nesta questão.

“Abel Ferreira vai desafiar ainda mais a submissão que o Palmeiras tem dele. O Palmeiras não parece disposto a grandes investimentos, está perdendo um dos seus principais jogadores, o Gustavo Scarpa, e a questão do Dudu me chamou a atenção ao final do jogo da taça, a questão da renovação do Dudu. É um jogador que está na seleção de todos os tempos do Palmeiras, representa essa era gloriosa, só que vale a pena dar 4 anos de contrato para o Dudu? Não vale. Quem pode tomar essa decisão? O Abel”.

Arnaldo: Corinthians insiste em jogadores que fizeram história no pretérito

O Corinthians negocia a contratação do atacante paraguaio Angel Romero, que foi vencedor brasílico pelo clube em 2015 e 2017, mas saiu de forma conturbada e desde logo não teve grandes temporadas atuando por San Lorenzo, na Argentina, e Cruz Azul, no México. Arnaldo Ribeiro lembra que os principais jogadores do time na temporada eram mais jovens e não tinham vínculo anterior com a torcida, criticando o populismo da diretoria.

“Os dois principais jogadores do Corinthians são caras mais jovens, que não tinham nenhuma relação com o Corinthians, Fausto Vera e Yuri Alberto. O Corinthians insiste em jogadores que fizeram história no pretérito, supra dos 30. Fizeram a cabeça do Vítor Pereira em relação ao Romero, querem o Felipe, zagueiro, que não está conseguindo jogar no Atlético de Madri, é só esse tipo, é só jogar para a torcida”.

O Posse de Globo vai ao ar duas vezes por semana, com a estudo dos destaques da rodada do futebol

Quando: Toda segunda e sexta-feira, às 9h

Onde observar: Ao vivo na home do UOL, no UOL no Youtube e Facebook do UOL. Você também pode conferir nas plataformas de podcasts. Spotify, Apple Podcasts, e Amazon Music. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Veja a íntegra do programa:

Leave feedback about this