Técnico afirma que IPVA vai aumentar 10% em 2023; o que esperar
EMPREGOS

Técnico afirma que IPVA vai aumentar 10% em 2023; o que esperar


A valorização dos veículos em 2021 fez com que o Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) ficasse 22% mais dispendioso neste ano. Para 2023, a expectativa dos especialistas também é de subida no tributo, mas ela deverá ser pouco mais modesta.

Leia mais: Sua CNH pode ser suspensa se você fizer estas coisas no trânsito

“No ano de 2022, os veículos em universal subiram menos do que em 2021. Logo, o IPVA também vai aumentar um pouco menos. Porém, isso não quer expor que o imposto não vai tarar no bolso. Podemos esperar que esse ano o IPVA tenha um acréscimo médio da ordem de 10%, o que é muito pesado para a ensejo atual de sobranceiro endividamento das famílias”, disse Victor Mahon, CBO e sócio da Zapay,

Apesar da previsão, a tábua com valores venais e o calendário de pagamento do imposto só costumam ser divulgados no finalzinho do ano. Em São Paulo, o órgão responsável pela divulgação é a Secretaria da Rancho e Planejamento.

Cômputo do IPVA

O IPVA é calculado com base na tábua Fipe, criada pela Instalação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) uma vez que parâmetro dos preços médios de veículos. O operação do imposto ligeiro em conta os valores venais praticados no mês de setembro do ano anterior, o que significa que o tributo do próximo ano será cobrado de negócio com os preços de setembro de 2022.

Já a alíquota depende da categoria do veículo. Em São Paulo, ela varia entre 1% e 4% do valor venal, veja aquém:

  • Caminhões – 1,5%
  • Ônibus e micro-ônibus​ – ​2,0%
  • ​Caminhonetes cabine simples (capacidade até 3 passageiros) – ​2,0%
  • ​Motocicletas, ciclomotores, motonetas, triciclos e quadriciclos – ​2,0%
  • Demais veículos, inclusive automóveis de passeio tipo “flex” – 4,0%
  • ​Veículos destinados à locação, de propriedade de empresas locadoras – 1,0%

Pagamento do IPVA

Neste ano, o governo paulista autorizou o pagamento do imposto em até cinco vezes. Quem preferiu remunerar tudo à vista em janeiro ganhou 9% de desconto, enquanto quem pagou tudo em fevereiro ou parcelou teve redução de 5%.

Segundo o profissional, as condições de pagamento podem ser alteradas por conta da perda na arrecadação dos estados. “Acredita-se que as Secretarias de Rancho estaduais, que perderam muita arrecadação com a redução do ICMS nos combustíveis, devem voltar ao padrão de cobrança. Ou seja, descontos que variam de 3% a 6% para pagamentos à vista e parcelamento sem desconto em até 3X”.

Também existem empresas homologadas pelo Detran-SP que oferecem parcelamento em até 18 vezes no cartão de crédito, uma vez que a Zapay. “Oriente ano a Zapay, atendendo uma demanda de seus clientes, criou uma modalidade de pagamento onde os motoristas poderão aproveitar o 13º para pré-pagar uma secção do IPVA (até mesmo parcelado sem juros), deixando o restante para parcelar a partir de janeiro”, explicou a empresa.

Leave feedback about this