Trabalho do Rogério Ceni está por um fio no São Paulo
NOTÍCIAS URGENTES

Trabalho do Rogério Ceni está por um fio no São Paulo



O São Paulo perdeu de viradela por 3 a 1 para o Fluminense no Maracanã, no último domingo (5), com três gols sofridos em um pausa de 13 minutos, além de os bastidores do clube apontarem um atrito no vestiário entre o técnico Rogério Ceni e Patrick, jogador que foi substituído no pausa da partida. Apesar de o treinador ter o contrato renovado, Arnaldo Ribeiro afirma que ele está por um fio no clube onde é ídolo e precisa da classificação à tempo preparatório da Libertadores para permanecer.

No Posse de Globo #278, ao lado de Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira, Arnaldo labareda a atenção para a questão do vestiário, que derrubou técnicos antecessores de Ceni, além da queda de desempenho do time que ficou com o vice da Despensa Sul-Americana e passa por altos e baixos no Campeonato Brasiliano mesmo em um ano com a chegada de reforços.

“Está por um fio porque o trabalho do Rogério é ruim. Quando tem aquela situação de burburinho de que perdeu o grupo, perdeu o vestiário, aliás, porquê no São Paulo essa justificativa é dada por todo dirigente para a troca de treinador, toda vez. É evidente que perder o vestiário pode ter todas as traduções, porquê não conseguir tirar mais zero de um mesmo grupo de jogadores. O trabalho do Rogério definha, piorou ao longo da temporada e a confrontação é com outros trabalhos que começaram depois e estão terminando melhor, aí o contraste com o time do Fernando Diniz no sábado foi cruel, parecia um time muito treinado contra um grupo”.

“Eu acho muito pouco provável que o Rogério continue se o São Paulo não conseguir pelo menos o oitavo lugar, essa é a minha desfecho depois de ouvir cá e lá, e investigar a reta final da temporada do São Paulo”, completa Arnaldo.

Veja o que mais rolou de interessante na opinião dos colunistas do UOL:

Mauro Cezar: Flamengo faz questão de não ser profissional

O Flamengo já não tem o que invadir no Campeonato Brasiliano depois o título ser definido para o Palmeiras, enquanto o rubro-negro vem de conquistas da Despensa do Brasil e da Libertadores, mas há a questão financeira de entendimento com a posição que o clube terminar, além da possibilidade de testar jogadores para a próxima temporada. Para Mauro Cezar, a escalação de Diego Ribas porquê titular na guião para o Coritiba não se justifica e o clube mostra pouco profissionalismo na reta final, assim porquê a estudo feita pelo técnico Dorival Júnior não faz sentido com o que foi o jogo.

“O Flamengo faz questão de não ser profissional, a maneira porquê trata esses últimos jogos é ridícula. Perde e tudo muito. Voltou o modo banana? Perde e está tudo muito? Ninguém liga? O Gabigol não joga por quê? Ribeiro não joga por quê? Pedro não joga por quê? Porque vão ser convocados? Antes da final da Libertadores todo mundo queria jogar dias antes da decisão, agora ninguém joga mais? Joga quem quer? Que história é essa? Que negócio é esse? E o técnico elogiando os jogadores, falando de uma atuação que não existiu”.

Mauro Cezar: Vasco precisa encarar a verdade e fazer tudo dissemelhante

O Vasco está de volta à Série A do Brasileirão ao lado de Cruzeiro, Grêmio e Bahia, pela ordem da classificação final na Série B, mas para Mauro Cezar o clube cruzmaltino precisa trabalhar melhor para evitar decorrer o risco de uma quinta queda em sua história. Uma medida imediata com a transformação do clube em SAF, seria a reformulação quase totalidade do elenco e a troca da percentagem técnica depois do sufoco para subir com Jorginho no comando.

“O Vasco tem a quesito com esse processo da SAF de usar o tempo a seu obséquio, tem que contratar um técnico para ontem. Jorginho, tchau. Aliás, a entrevista do Jorginho foi mais fora da verdade que a do Dorival, impressionante, dando cores épicas a uma classificação que foi um negócio assim de refrigério, o torcedor do Vasco ficou aliviado, a sensação não foi de euforia, foi refrigério. (?) Tem que dar tiros certeiros para contratar jogadores certos e montar um novo time. Primeira meta é não tombar, o Vasco caiu quatro vezes, está na hora de encarar a verdade e fazer tudo dissemelhante”.

Juca Kfouri: Levar o Thiago Silva para a Despensa é uma temeridade

O técnico Tite convoca hoje a seleção brasileira para a Despensa do Mundo do Qatar e um nome perceptível na lista é o do zagueiro Thiago Silva, experiente jogador do Chelsea, que vai para o seu quarto mundial aos 38 anos. Juca Kfouri afirma que não convocaria o jogador mais uma vez.

“Eu já acho que levar o Thiago Silva é uma temeridade. Eu não discuto as qualidades técnicas dele, mas discuto todas as deficiências emocionais dele e acho que é um jogador que já jogou tantas vezes na seleção e ficou devendo na hora H, que eu renda que eu abriria mão”.

Mauro Cezar: Daniel Alves tem que saber a hora de parar com a seleção

Outro veterano que pode pintar na lista de convocados da seleção brasileira é o lateral Daniel Alves, de 39 anos, que atualmente está sem clube depois de uma passagem frustrada pelo Pumas, do México. Mauro Cezar labareda a atenção para o período sem jogos do desportista e ressalta que ele deveria preservar a imagem que tem com a camisa da seleção, comparando a situação à de Diego Ribas, do Flamengo.

“Daniel Alves fará dois meses sem jogar futebol quando o Brasil estrear, dois meses, o time dele foi 16º posto entre 18 times no torneio Apertura no México, o Pumas. Fez 12 partidas no Campeonato Mexicano e o faceta vai fazer 40 anos no primícias do ano que vem, gente, não dá, é o Diego Ribas no Flamengo e o Daniel Alves na seleção, tem que saber a hora de parar, saber a hora de dar um tempo até para preservar a própria imagem de uma bela curso. Não tem cabimento”.

O Posse de Globo vai ao ar duas vezes por semana, com a estudo dos destaques da rodada do futebol

Quando: Toda segunda e sexta-feira, às 9h

Onde ver: Ao vivo na home do UOL, no UOL no Youtube e Facebook do UOL. Você também pode conferir nas plataformas de podcasts. Spotify, Apple Podcasts, e Amazon Music. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Veja a íntegra do programa:

Leave feedback about this